Revista de Medicina Desportiva Informa Janeiro 2012 - Page 13

dia-a-dia. Uma vez mais, se estivermos perante um atleta que demonstra baixo potencial de confronto para lidar com as exigências desportivas (e da sua própria vida) assistiremos a um maior risco de exposição a lesões. Em síntese, a relação stress-lesão está demonstrada, podendo ser exacerbada ou mitigada de acordo com as características de personalidade dos atletas e dos seus recursos de confronto. Prevenção de lesões A este nível, a questão é saber se há algo que se possa fazer para reduzir a exposição psicológica dos atletas a estas situações negativas. A resposta, felizmente, é sim. E o mais interessante de verificar é que o leque de opções de intervenção é realmente significativo. Desde logo, há que distinguir entre estratégias direcionadas para as componentes fisiológica e psicológica da resposta ao stress. O critério de escolha da estratégia a utilizar depe