Preview dos produtos 567402aba5fac067990118pdf - Page 17

Ser e agir Em nosso serviço sacerdotal, não é tão importante aquilo que fazemos, mas aquilo que somos. Sem dúvida, precisamos fazer muitas coisas e não podemos ceder à preguiça, mas todo o nosso esforço só obtém frutos se é expressão daquilo que somos. Só é frutuoso se, naquilo que fazemos, fica evidente que estamos profundamente unidos com Cristo: que somos instrumento de Cristo, boca por meio da qual Cristo fala, mão mediante a qual Cristo age. É o ser que convence; e o fazer só convence quando é fruto e expressão do ser. Bento XVI Aos sacerdotes da diocese de Aosta www.vatican.va. Arquivo dos papas, 25/07/2005 16 Como o pai me amou...