Intelligent CIO LATAM Issue 11 - Page 64

TECNOLOGIAS INTELIGENTES // Cabeamento

Design sustentável de fibra pode desbloquear uma economia mais ecológica

Alain Bertaina , diretor de Desenvolvimento de Negócios e Estratégia de Produto de Telecomunicações do Grupo Prysmian , nos conta como tornar a sustentabilidade a chave no projeto e na produção de cabos de fibra pode trazer benefícios ambientais

Como muitas empresas do setor de telecomunicações estabelecem metas ambiciosas para reduzir suas contribuições às mudanças climáticas , o foco no desenvolvimento de redes de fibra sustentáveis permitirá que as operadoras globais desempenhem seu papel na construção de uma sociedade mais verde .

Tornar a sustentabilidade uma consideração fundamental no projeto e na produção de cabos de fibra irá acelerar a mudança para uma economia mais ambiental , ecológica e circular , reduzindo as emissões de CO 2 liberadas na atmosfera .
À medida que o impacto das mudanças climáticas se torna mais grave , a indústria de fibra ótica tem um papel significativo a desempenhar e é importante que , em geral , as empresas estejam elevando seus padrões quando se trata de circularidade .
O papel das tendências de design sustentável
Atender às crescentes demandas de banda larga requer redes eficazes e de alta capacidade , e a fibra provou ser mais eficiente em termos de energia do que seus rivais . Sua estabilidade aprimorada , confiabilidade e longa vida útil significam que seu impacto no meio ambiente é reduzido , mas ainda oferece benefícios para os operadores nos próximos anos . No entanto , os processos de design e produção podem ter um enorme impacto na sustentabilidade da fibra .
Quando se trata de projetar um cabo de fibra sustentável e de alto desempenho , os avanços tecnológicos significam que agora é possível ter o melhor dos dois mundos . Seguindo as tendências de design mais verdes , um progresso significativo pode ser realizado . Isso inclui aumentar o peso das pré-formas de fibra .
Outra tendência é a utilização de materiais reciclados , que podem levar à redução das emissões de CO 2
. Em um exemplo , usar 100 % de germânio para a produção de fibra ótica pode resultar na redução anual das emissões de CO 2 da empresa em incríveis 60 %. Isso equivale a retirar das estradas cerca de 6.800 carros com motor de combustão . Armazenamento , embalagem de produtos e resíduos devem ser monitorados pelas empresas em escala global para garantir que estejam fazendo mudanças sustentáveis em todo o processo de produção .
Quanto menor , melhor
Os cabos estão se tornando menores e ainda oferecem alto desempenho , levando a um impacto positivo direto nas emissões de
CO 2
. Se o diâmetro de um cabo for reduzido , o volume de material utilizado também diminuirá .
Isso não apenas tem um impacto na pegada geral de CO 2 durante a produção , mas também tem um efeito indireto no restante da cadeia de suprimentos . Cabos menores significam que mais podem caber em um tambor , com menos tambores necessários por remessa . Isso , portanto , reduz o número de emissões de carbono durante o transporte , pois são necessários menos veículos .
Um teste recente do Prysmian Group descobriu que 11 mil conexões exigiam seis transportes de carga completos a menos do que se o sistema convencional de cabos e dutos tivesse sido usado . A pesquisa também mostrou uma economia de 31 % nas emissões de CO 2
, destacando o quanto os recursos de design podem ser significativos . p
Alain Bertaina , diretor de Desenvolvimento de
Negócios e Estratégia de Produto de
Telecomunicações do Grupo Prysmian
Ao fazer isso , isso permite uma redução tanto na porcentagem de vidro inutilizável quanto no tempo de configuração durante o processo . A fusão do vidro no início do processo , que consome energia , pode ser realizada com menos frequência com pré-formas maiores e , como tal , reduz o consumo total de energia .
64 INTELLIGENTCIO AMÉRICA LATINA www . intelligentcio . com / latam-pt