Revista de Medicina Desportiva Setembro 2020 Setembro 2020 - Page 33

Rev . Medicina Desportiva informa , 2020 ; 11 ( 5 ): 31 . https :// doi . org / 10.23911 / Gripe _ 2020 _ set

A gripe

A gripe é uma doença causada por um vírus influenza que atinge principalmente a via aérea , é de início súbito , cursa com mal-estar , febre alta , dores musculares e articulares , dores de cabeça e tosse seca . É potencialmente grave , pode levar à hospitalização e ser causa de morte . É transmitida através das partículas de saliva lançadas pela pessoa infetada através da tosse ou do espirro , ou pelo contacto direto com superfícies ( até 48h ) ou partes do corpo contaminadas . O período de incubação é , em média , de cerca de 2 dias ( 1 a 5 dias ), o período de contágio inicia-se 1-2 dias antes do início dos sintomas e pode ir até aos 7 dias . Dura em média 3-4 dias , atingindo-se a recuperação completa após 1-2 semanas , sendo mais demorada nos idosos e nos portadores de doenças crónicas . Difere da constipação , a qual tem início insidioso e é causada por vírus diferentes , os sintomas limitam-se à via aérea superior , havendo congestão ocular e dores de cabeça , mas habitualmente não causa febre ou mialgias .
A vacina anual sazonal é o melhor meio para evitar a gripe , ao passo que o evitar o contacto com pessoas infetadas e a higiene rigorosa das mãos diminuem a probabilidade de contágio . A vacina protege contra os vírus influenza que a investigação indicou como sendo os mais prevalentes para o Inverno seguinte . Há vacinas que protegem contra quatro estirpes ( tetravalente ) ou contra três estirpes ( trivalente ), podem ser constituídas por vírus inativados , vírus vivos atenuados ( spray nasal ) ou recombinada . Há vacinas produzidas em ovos e há outras produzidas em cultura de células , o que permite ultrapassar a alergia aos ovos , embora seja rara . Os vírus atenuados estão adaptados ao frio , pelo que apenas causam infeção em temperaturas mais baixas , como no nariz , e não infetam os pulmões ou outras mais quentes .
A vacina pode ser aplicada a partir dos seis meses de idade , especialmente às pessoas com risco de desenvolverem complicações graves , havendo raras exceções ( alergias graves causadas pela vacina ou por algum dos seus ingredientes ). O CDC dos EUA refere que as pessoas com alergia a ovos , com história da síndrome Guillain-Barré ou que não se sintam bem devem falar com o médico antes da toma da vacina . A vacina sob a forma de spray nasal está aprovada para as pessoas saudáveis , não-grávidas , com idade entre os 2 e 49 anos , e não deve se dada a pessoas com imunossupressão e a crianças entre os 2 e 17 anos se estiverem a tomar salicilatos ou entre os 2 e 4 anos se tiverem asma . A vacina recombinada está aprovada apenas para pessoas com mais de 18 anos e a vacina inativada de dose elevada apenas para os que têm mais de 65 anos . As mulheres grávidas podem apanhar a vacina sob a forma de injeção . Quer a aplicação sob a forma injetável , quer o spray nasal não causam gripe .
A vacina deve ser dada antes do aparecimento da doença na comunidade e deve ter-se em consideração que demora cerca de duas semanas após a vacinação para haver anticorpos em circulação suficientes para a proteção . As indicações da DGS são pouco precisas , pois refere que a “ a vacinação deve ser feita , preferencialmente até ao final do ano , podendo , no entanto , decorrer durante todo o Outono e Inverno ”. Habitualmente aconselha-se a aplicação na 3 ª -4 ª semana do mês de outubro ( CDC , EUA ), mas a vacinação posterior continua a ser eficaz . As crianças que precisam de duas doses devem a tomar a 1 ª dose o mias cedo possível e a 2 ª dose apenas quatro semanas depois .
A eficácia da vacina varia de ano para ano , depende da idade e do estado de saúde da pessoa e do “ emparelhamento ” entre os vírus usados para a produção e os vírus que circulam na comunidade . Contudo , a pessoa vacinada poderá ficar com gripe , mas os estudos referem que há diminuição da gravidade da doença , a probabilidade de ir ao médico com gripe é 40-60 % inferior , há menor mortalidade , menos admissões e menos quatro dias de internamento nas Unidades de Cuidados
Intensivos em relação aos sujeitos não vacinados .
A vacina poderá ter alguns efeitos laterais , ligeiros e de curta duração : inflamação no local da inoculação , febre , dor de cabeça ligeira , dores musculares , náusea e fadiga . Não há evidência que a vacina da gripe aumente o risco de COVID-19 .
Pode haver coinfecção com SARS- -CoV-2 e o vírus influenza e nestes doentes o prognóstico é bastante mais desfavorável . O relatório da OMS ( 3 ago 2020 ) refere que os dados devem ser interpretados com cuidado , já que a atual pandemia poderá ter alterado a procura de cuidados médicos , alterado rotinas , prioridades para a realização de testes , assim como as medidas de higiene entretanto adotadas e o distanciamento social poderão ter tido influência na mitigação da transmissão do vírus influenza . Refere que , globalmente , há menos casos reportados do que os esperados para a época do ano no hemisfério Sul , a terminar o Inverno , não havendo nenhuma região com mais de 10 % de testes positivos para a gripe .
Dr . Basil Ribeiro , Al Nassr FC , Riade , KSA .
Consultas em 15 / 8 / 2020 : https :// www . cdc . gov / flu / prevent / keyfacts . htm ; https :// www . dgs . pt / paginas-de-sistema / saude-de-a-a-z / gripe / perguntas-e- -respostas . aspx ; https :// asm . org / Articles / 2020 / July / COVID-19-and-the- Flu ; https :// www . who . int / influenza / surveillance _ monitoring / updates / latest _ update _ GIP _ surveillance / en /
https :// cuidateplus . marca . com / enfermedades / infecciosas / gripe . html
Revista de Medicina Desportiva informa setembro2020 31