Revista de Medicina Desportiva Setembro 2020 Setembro 2020 - Page 28

Rev . Medicina Desportiva informa , 2020 ; 11 ( 5 ): 26 . https :// doi . org / 10.23911 / Perimetro _ cintura _ 2020 _ set

O perímetro da cintura

Dr . Basil Ribeiro Medicina Desportiva . Al Nassr FC . Riade , KSA
Existe preocupação ( ou deveria de existir ) com o excesso de peso e com a obesidade por razões estéticas ou sanitárias . Tradicionalmente tem sido o peso a grande preocupação e a expressão “ tenho peso a mais ” é comum ouvir-se . Entretanto , surgiu o conceito do Índice de Massa Corporal ( IMC ), o qual relaciona a estatura com o peso . Existem valores que classificam as pessoas em cinco grupos ( Tabela 1 ), desde o baixo peso até à obesidade mórbida . 1 Estes valores de referência não se aplicam às crianças e adolescentes , para os quais os valores são apresentados sob a forma de percentis , havendo ainda destrinça entre rapazes e raparigas . 1
Classificação IMC – peso ( kg ) / estatura ( m 2 )
Baixo peso < 18,4 Normal 18,5 – 24,9 Excesso de peso 25,0 – 29,9 Obesidade 30,0 a 39,9
Obesidade extrema ( mórbida )
> 40
Embora seja uma relação de fácil cálculo , é um parâmetro que tem limitações , já que não interpreta a composição corporal , isto é , no peso não distingue entre gordura e músculo . O sujeito bastante musculado terá certamente um IMC elevado e não será obeso . Ou seja , pode sobreavaliar a gordura corporal em atletas ou com elevada composição muscular e , por outro lado , poderá subestimá-la nos idosos e naqueles que perderam músculo por doença ou paragem desportiva prolongada . Contudo , a “ investigação revelou que o IMC está moderadamente
Tabela 2
BMI ( kg / m 2 )
Classe de obesidade correlacionado as medições diretas de gordura obtidas através das pregas cutâneas , bioimpedância elétrica , etc .” 1 É , assim , um elemento com alguma informação e que poderá encaminhar para avaliação mais profunda . É um instrumento de triagem , mas não de diagnóstico . 1
Entretanto , para além do peso e do IMC , que são parâmetros com boa e relativa importância , surgiu a medição do perímetro da cintura ( PdC ) como indicador indireto da gordura e , acima de tudo , como fator de risco para algumas doenças . O National Heart , Lung and Blood Institute dos EUA considera 102cm e 88cm , para os homens e para as mulheres , respetivamente , os valores do cut-off desta medição . 2
O perímetro da cintura elevado pode ser também um marcador de risco de doença alto , mesmo em pessoas com peso normal . 3 A Tabela 2 apresenta a classificação do excesso de peso e da obesidade pelo IMC , PdC e o risco associado de doenças ( diabetes tipo 2 , hipertensão arterial e doença cardiovascular ). 2
De acordo com aquele Instituto importa relacionar o ( excesso ) de peso com os seguintes fatores de risco : · Hipertensão arterial · LDL colesterol elevado · HDL colesterol baixo · Triglicerídeos elevados · Hiperglicemia · História familiar de morte súbita cardíaca · Inatividade física · Hábitos tabágicos .
E , assim , refere que : a ) Se com excesso de peso ou obeso e com dois ou mais fatores de risco , recomenda-se a perda de
Risco de doença relativo ao peso normal e perímetro da cintura
Homens > ou = 102cm Mulheres > ou = 88cm
Homens > 102cm Mulheres > 88cm
Baixo peso < 18.5 – – Normal 18.5 – 24.9 – – Excesso de peso 25.0 – 29.9 Aumentado Elevado Obesidade 30.0 – 34.9 I Elevado Muito elevado
Obesidade extrema
35.0 – 39.9 II Muito elevado Muito elevado
40.0 +
III
Extremamente elevado
Extremamente
elevado
peso , pois “ mesmo pequenas perdas , da ordem dos 5 a 10 %, ajudam a reduzir o risco de desenvolvimento de doenças associadas à obesidade ”; b ) Se existir excesso de peso , sem perímetro da cintura elevado e com menos de dois fatores de risco , devem evitar o ganho de peso mais do que perdê-lo . 2 A importância do IMC e do PdC foi constatada na análise de onze estudos de coorte prospetivos , que envolveram 650386 adultos ( 20-83 anos de idade ). Verificou-se que o PdC , em sujeitos da raça branca , esteve positivamente associado com maior mortalidade em todos os níveis de IMC de 20 a 50 kg / m 2 . Os autores concluíram que “ o PdC deve ser medido em combinação com o IMC , mesmo naqueles na amplitude normal , como parte de avaliação do risco para a mortalidade prematura relacionada com a obesidade ”. 4
Num estudo iraniano , com uma amostra de 1000 adultos ( 20-80 anos de idade ), concluiu-se que PdC e a relação cintura / anca exibiram uma discriminação ligeiramente superior que o IMC para a diabetes nos dois sexos , mas mais no sexo feminino . 5
A medição do perímetro abdominal é bastante simples . É colocada a fita métrica em torno do abdómen na região de menor perímetro , entre o 10 º arco costal e a crista ilíaca , perpendicular ao eixo do corpo , medindo-se o valor obtido no final de uma expiração normal .
Bibliografia
1 . About adult BMI . https :// www . cdc . gov / healthyweight / assessing / bmi / adult _ bmi / index . html
2 . https :// www . nhlbi . nih . gov / health / educational / lose _ wt / risk . htm
3 . Ashley Marcin . Why Waistline Matters and How to Measure Yours . https :// www . healthline . com / health / waistline ? slot _ pos = article _ 1 & utm _ source = Sailthru % 20 Email & utm _ medium = Email & utm _ campaign = generalhealth & utm _ content = 2019-11- 27 & apid = 30201450 # waistline-vs-belly-fat 4 . Mayo Clin Proc . 2014 Mar ; 89 ( 3 ): 335-345 . 5 . Karimollah Hajian-Tilaki , Bezad Heidari . Is Waist Circumference A Better Predictor of Diabetes Than Body Mass Index or Waist- -To-Height Ratio in Iranian Adults ? Int J Prev Med . 2015 ; 6:5 .
26 setembro 2020 www . revdesportiva . pt