Revista de Medicina Desportiva Setembro 2020 Setembro 2020 - Page 20

Leite achocolatado

Rev . Medicina Desportiva informa , 2020 ; 11 ( 5 ): 18 . https :// doi . org / 10.23911 / Leite _ resumos _ 2020 _ set
Mojgan Amiri et al . Chocolate milk for recovery from exercise : a systematic review and metaanalysis of controlled clinical trials . Eur J Clin Nutr . 2019 Jun 73 ( 6 ): 835-849 . doi : 10.1038 / s41430-018-0187-x .
Foi realizada revisão sistemática das evidências sobre a eficácia do leite achocolatado ( LA ) nos marcadores de recuperação após o exercício em comparação com a água ou outras bebidas desportivas . Foram incluídos 12 estudos . A taxa de perceção do esforço , tempo até à exaustão ( TàE ), frequência cardíaca , lactato e creatinoquinase séricos firam os parâmetros considerados . Os resultados revelaram que o consumo de LA não teve influência naqueles parâmetros , mas na análise de subgrupos , o TàE aumentou significativamente após a ingestão de LA em relação ao placebo e a outras bebidas de recuperação , assim como em relação ao placebo o LA diminuiu com significado estatístico o lactato sanguíneo . Os autores concluíram que o “ LA proporciona resultados semelhantes ou superiores quando comparado com placebo ou outras bebidas de recuperação . De um modo geral , a evidência é limitada ”, sendo necessários mais estudos .
J Potter , B Fuller . The effectiveness of chocolate milk as a post-climbing recovery aid . J Sports Med Phys Fitness . 2015 Dec 55 ( 12 ): 1438-44 .
Neste estudo foi comparada da ingestão de água e de LA como agentes de recuperação após uma escalada de alta intensidade até à exaustão . Os 10 trepadores ( idade : 22 1 anos ; estatura : 178,5 7,9cm ; peso : 74,7 11,3kg ) consumiram as bebidas 20 minutos após a o prova e depois na refeição do jantar . Os marcadores estudados foram : frequência cardíaca , taxa de perceção do esforço ( TPE ), dor muscular e lactato sanguíneo . Os resultados revelaram que o rendimento melhorou após a ingestão do LA na distância percorrida e na duração da prova , mas sem diferenças em relação à frequência cardíaca e TPE . Os scores de dores musculares foram inferiores três dias após a escalada com a ingestão de LA . Os autores referiram que “ poderá ser pertinente os trepadores considerarem a sua utilização como ajuda na recuperação durante repetidas sessões de subida ”.
Jason R . Karp , et al . Chocolate milk as a post-exercise recovery aid . International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism , 2006 ; 16:78-91
O objetivo deste estudo foi testar a eficácia do leite magro achocolatado ( LMA ) como bebida de recuperação , após exercício realizado com o objetivo de esgotar o glicogénio muscular . Participaram nove ciclistas masculinos bem treinados de uma universidade americana ( 22,1 ± 2 anos de idade , 73,0 ± 4,6 kg de peso , 179,9 ± 6,3 cm de estatura , 65 ± 9,0 ml . kg-1 . min-1 de VO 2
max ). Cada um participou em 4 sessões de testes , separadas de uma semana . Cada ciclista ingeriu o volume de 509,1mL , 4 horas depois , ou LMA , ou bebida para repor líquidos ou BCH . O conteúdo em CH foi semelhante para as bebidas LMA e BCH ( 70,0 ± 4,0g ). Após a recuperação , pedalaram a 70 % do VO 2
max até à exaustão . Os ciclistas pedalaram mais tempo ( 49 %) e realizaram mais trabalho ( 57 %) após ingestão de LMA em relação à ingestão de BCH , não tendo havido diferenças em relação às outras variáveis investigadas . Conclusão : “ Os resultados deste estudo sugerem que o LMA é uma ajuda de recuperação eficaz entre 2 sessões físicas intensas ”.
Elena Papacosta et al . Effects of acute postexercise chocolate milk consumption during intensive judo training on the recovery of salivary hormones , salivary SIgA , mood state , muscle soreness , and judo-related performance . Appl Physiol Nutr Metab . 2015 Nov ; 40 ( 11 ): 1116-22 .
Este estudo envolveu 12 atletas masculinos do judo envolvidos em
5 dias de treino intenso , a que se seguiu uma competição simulada . Foi pedido aos judocas que alcançassem o peso ideal para a competição . Consumiram logo após o treino 1000mL de água ( semana 1 ) ou LA ( semana 2 ). Com a ingestão de LA , o teste de n º de flexões de braços e Special Judo Fitness Test melhoraram ( p < 001 ) 14.6 % e 6,8 %, respetivamente , o cortisol salivar diminuiu a meio da semana e verificou-se tendência para o aumento da relação testosterona / cortisol . O DOMS e o distúrbio do estado de humor aumentaram após o 1 º dia de treino na semana de consumo de água , mas não na de consumo de LA . As respostas da testosterona e da IgA salivar foram semelhantes nas 2 situações . Os autores concluíram que “ este estudo indica que o consumo de LA durante o treino intenso de curta duração melhora parâmetros da recuperação sem afetar a perda intencional de peso .
Born et al . Chocolate Milk versus carbohydrate supplements in adolescent athletes : a field-based study . Journal of the International Society of Sports Nutrition , 2019 ; 16:6 .
O treino de força origina hipertrofia e maior ganho de força e a ingestão após o treino de BCH e proteína melhora a resposta ao treino . Foram testadas 2 bebidas – LA e BCH num programa de treino realizado no terreno em 103 atletas jovens ( 15,3 ± 2,2 anos de idade ), de 7 semanas de duração , 4 dias / semana . Em cada dia houve 1 hora de treino de resistência com pessoas livres , a que se seguia 1 hora de exercícios agilidade no campo . A avaliação foi feita num compósito de score de força ( CSF – flexões de braços e agachamentos ). Os resultados indicaram que não houve diferenças no peso final nos 2 grupos e que o grupo do LA teve maiores aumentos no CSF em relação ao grupo BCH , e neste rupo até se verificou involução no teste de flexões de braços entre o pré e o pós-teste .
LA – Leite achocolatado ; BCH – bebida com carboidratos
18 setembro 2020 www . revdesportiva . pt