Revista de Medicina Desportiva Julho 2020 - Page 33

Uma preocupação, estética e sanitária, habitual é a perda de gordura e para este objetivo importa adotar a intensidade de esforço adequada. É necessário calcular a frequência cardíaca máxima (FCm), determinada em prova e esforço máxima ou estimada teoricamente a partir da fórmula: 220 – idade (anos), mas com alguma margem de erro. Trabalhar a intensidade correspondente a 50-70% da FCm, corresponde a intensidade moderada e à volta dos 70% promove o gasto de mais gordura, ao passo que a intensidade de 70-85% da FCm, que corresponde a intensidade elevada, provoca o dispêndio de mais calorias. Bibliografia 1. The Physical Activity Guidelines for Americans, 2ªed, 2019. https://health.gov/sites/ default/files/2019-09/Physical_Activity_ Guidelines_2nd_edition.pdf#page=55 2. Site da American Heart Association (consulta em março de 2020) Eng. Fernando Merino Engenheiro Têxtil, Diretor de Inovação e Marketing da ERT Têxtil Portugal, AS. São João da Madeira. Vestuário confortável na época de Verão O Sol e os dias mais longos, com temperaturas mais elevadas nos meses de Verão, proporcionam mais oportunidades para toda a família sair e exercitar-se. Caminhar, nadar, andar de bicicleta, enfim, são variadíssimas as possibilidades, mas quando a temperatura sobe nos meses de Verão a prática ao ar livre pode tornar-se um desafio. Que vestuário escolher? O que é mais confortável? Como estar mais protegido da radiação UV? A dimensão do conforto é definida pelo conjunto de características físicas dos materiais, maioritariamente têxteis, das funcionalidades para facilitar os movimentos e, acima de tudo, das funcionalidades que gerem o calor e a humidade do corpo. As grandes marcas têm isto em consideração nas suas propostas. Mais confortável: · Leve · UV Melhor proteção: · Toque macio · Bacteriana · Sem costuras · Respirável · Não absorvente De uma forma geral, o vestuário deve ser leve. Quando justo ao corpo, o toque deve ser macio, mas também sem costuras (seamless) para evitar fricção (anti-atrito), ser respirável, para facilitar a circulação de ar e a libertação da transpiração, e ser não absorvente, porque também facilita a libertação da transpiração (weacking). As fibras sintéticas são preferíveis. A melhor proteção, entenda-se desde logo a proteção à radiação UV, também é mais eficaz com vestuário de fibras sintéticas. Quando a exposição é prolongada deve procurar-se vestuário de tons não muito claros, porque as cores claras são mais vulneráveis à radiação UV. Existem várias marcas que apresentam rótulos com essa garantia (Figura 1). A proteção a alergias resulta também da certificação de vestuário com rótulos que garantem que os produtos não contêm substâncias nocivas à saúde, nomeadamente o Öko-Tex (Figura 2), mas também da utilização de acabamentos antimicrobianos para evitar o desenvolvimento de maus odores. UV standard 801 AS/NZS 4399 – Norma Australiana/ Neozelandeza AATCC 183 – Norma Americana EN 13758-1/2 – Norma Europeia Figura 1 – Símbolos de proteção à radiação ultravioleta Figura 2 – Rótulo Öko-Tex As funções de termorregulação e antimicrobiana são atualmente capacidades bem desenvolvidas nos têxteis, mas há muitas mais que podem ser conjugadas com outras funcionalidades, como a repelência a líquidos e sujidade, a facilidade de limpeza e de manutenção. Para melhorar ilustrar estas funcionalidades, aplicadas em todo o tipo de têxteis com utilização em vestuário, calçado, mochilas, tendas, etc., apresentamos os ícones de classificação desenvolvidos pela ISPO Textrends. Uma tendência que se tornou um estilo de vida Quando há alguns anos a PUMA decidiu concentrar-se num estilo de moda, sem perder a essência desportiva, apostou na associação entre o conceito moda e a performance/ desempenho com conforto. Investiu em campanhas de promoção, com influenciadores e embaixadores da marca, que a ajudaram a imprimir estilo e atitude em toda a gama de produtos. Trabalhou com Usain Bolt, o homem mais rápido do Mundo, escolhido estrategicamente pela marca para representar os atributos do posicionamento, Forever Faster. Este posicionamento refletia os valores desportivos dos 65 anos na fabricação de produtos destinados aos atletas mais rápidos do Mundo, nomeadamente: confiança, determinação, ousadia e garra. No mundo da moda contratou a cantora Rihanna, como diretora de criação, e também o rapper Jay-Z, como diretor de criação das operações de basquete. A Puma percebeu que é possível criar pegada fashion/moda sem perder a essência desportiva e que o segmento de roupa desportiva apresenta, mais do que a ideia de fazer desporto, a ideia de uma forma de vestir roupa desportiva de um modo mais sofisticado e elegante. Esta tendência no Activewear, o Revista de Medicina Desportiva informa julho 2020· 31