Revista de Medicina Desportiva Julho 2020 - Page 14

200 ml* Leite Magro UHT** leite são mais eficazes na estimulação da síntese proteica muscular após o exercício de resistência. 14 O leite com chocolate apresenta uma relação de hidratos de carbono/ proteína de 4/1 e fornece nutrientes importantes para a recuperação após o esforço físico. O consumo de 1,0-1,5 g.kg -1 .h -1 imediatamente ao exercício e novamente duas horas depois parece ser ideal para a recuperação e para atenuar os índices de agressão muscular. 5 Um trabalho de revisão sistemática publicado em 2018, concluiu que o leite com chocolate proporciona resultados iguais ou superiores quando comparado com ou placebo ou outras bebidas de recuperação, referindo, contudo, alguma limitação de evidência científica. 15 Em competições de montanha, onde se realizam várias repetições, em comparação com a água, o leite achocolatado proporcionou melhor rendimento e diminuição das dores musculares, tendo os autores referido que estes atletas deveriam considerar o leite como ferramenta de recuperação. 16 O estudo de Thomas, K e colaboradores averiguou os efeitos de três bebidas no exercício de endurance após a realização de um exercício que esgotou as reservas de glicogénio e concluíram que o leite com chocolate é uma ajuda eficaz na recuperação após a realização de exercício prolongado para exercícios subsequentes a intensidades moderadas-baixas. 17 Conclusão A prática de exercício físico consome recursos energéticos e causa dano Composição Nutricional Leite Meio-gordo UHT** muscular. O fornecimento atempado de fluidos, hidratos de carbono, proteínas, eletrólitos e outros oligoelementos é fundamental para restauração da homeostasia celular e assim criar condições para sessão de exercício físico seguinte. As bebidas isotónicas têm merecido atenção, mas o leite, ao fornecer proteínas de elevado valor biológico e eletrólitos, fundamentais para a reparação e construção muscular, posiciona-se com vantagem clara neste aspeto, pelo que deve ser considerado o consumo imediatamente após o exercício físico e depois complementado por outras bebidas para satisfação plena das necessidades hídricas e eletrolíticas. A adição de chocolate é uma proposta interessante, não só pelo açúcar adicional, como pelo sabor promotor da ingestão. O reforço do leite com proteína contribui de modo adicional para o estímulo da síntese proteica. No final, e se as quantidades e os momentos de ingestão forem considerados, o praticante desportivo ficará melhor recuperado. Bibliografia Leite Gordo UHT** Leite com chocolate Mimosa*** Energia (Kcal) 70 94 124 122 Gordura (g) 0,4 3,2 7 2,3 Proteína (g) 6,8 6,6 6 6,2 Hidratos de Carbono (g) 9,8 9,8 9,4 19 Cálcio (mg) 228 224 218 236 Potássio (mg) 320 320 320 402 Sódio (mg) 81 80 86 260 Magnésio (mg) 20 18 18 * 1 dose habitual de leite FONTES: **Tabela de Composição de Alimentos, INSA, versão 4.0 - 2019. ***https://mimosa.com.pt/media/136499/mimosa-leite-com-chocolate.pdf 1. Kevin D. Tipton, D. Lee Hamilton, Iain J. Gallagher. Assessing the Role of Muscle Protein Breakdown in Response to Nutrition and Exercise in Humans Sports Med. 2018; 48(Suppl 1):53-64. 2. Phillips SM. Physiologic and molecular bases of muscle hypertrophy and atrophy: impact of resistance exercise on human skeletal muscle (protein and exercise dose effects). Appl Physiol Nutr Metab. 2009; 34(3):403-10. 3. Stokes T, Hector AJ, Morton RW, McGlory C, Phillips SM. Recent Perspectives Regarding the Role of Dietary Protein for the Promotion of Muscle Hypertrophy with Resistance Exercise Training. Nutrients. 2018; 10(2). 4. Phillips SM, Hartman JW, Wilkinson SB. Dietary protein to support anabolism with resistance exercise in young men. J Am Coll Nutr. 2005; 24(2):134S-139S. 5. Huecker M, Sarav M, Pearlman M, Laster J. Protein Supplementation in Sport: Source, Timing, and Intended Benefits. Curr Nutr Rep. 2019; 8(4):382-396. 6. James LJ, Stevenson EJ, Rumbold PLS, Hulston CJ. Cow’s milk as a post-exercise recovery drink: implications for performance and health. Eur J Sport Sci. 2019; 19(1):40-48. 7. Pritchett K, Pritchett R. Chocolate milk: a post-exercise recovery beverage for endurance sports. Med Sport Sci. 2012; 59:127-134. 8. Kerksick CM, Arent S, Schoenfeld BJ et al. International society of sports nutrition position stand: nutrient timing. J Int Soc Sports Nutr. 2017; 14(1). 9. Mayur Krachna Ranchordas, Joel T. Dawson, Mark Russell. Practical nutritional recovery strategies for elite soccer players when limited time separates repeated matches. J Int Soc Sports Nutr. 2017; 14:35. 10. Ralf Jäger, Chad M. Kerksick, Bill I. Campbell et al. International Society of Sports Nutrition Position Stand: protein and exercise. J Int Soc Sports Nutr. 2017; 14:20. 11. Schoenfeld and Aragon. Is There a Postworkout Anabolic Window of Opportunity for Nutrient Consumption? Clearing up Controversies. J Orthop Sports Phys Ther 2018; 48(12):911-914. 12. EFSA Panel on Dietetic Products, Nutrition and Allergies (NDA). Scientific Opinion on the substantiation of a health claim related to glycaemic carbohydrates and recovery of normal muscle function (contraction) after strenuous exercise pursuant to Article 13(5) of Regulation (EC) No 1924/2006. EFSA Journal 2013; 11(10):3409. 13. Thomas D T, Erdman K A, Burke L. M. American College of Sports Medicine Joint Position Statement. Nutrition and Athletic Performance. Med Sci Sports Exerc. 2016; 48(3):543-68. 14. Mojgan Amiri, Reza Ghiasvand, Mojtaba Kaviani, Scott C. Forbes, Amin Salehi-Abargouei. Chocolate milk for recovery from exercise: a systematic review and meta-analysis of controlled clinical trials. European Journal of Clinical Nutrition https://doi.org/10.1038/ s41430-018-0187-x 15. Potter J, Fuller B. The effectiveness of chocolate milk as a post-climbing recovery aid. The Journal of Sports Medicine and Physical Fitness. 2015; 55(12):1438-44. 16. Thomas K, Morris P, Stevenson E. Improved endurance capacity following chocolate milk consumption compared with 2 commercially available sport drinks. Appl Physiol Nutr Metab. 2009; 34(1):78-82. 17. Associação Portuguesa dos Nutricionistas. Conhecer o leite. https://www.apn.org.pt/ documentos/ebooks/Ebook_Conhecer_o_ Leite_Final.pdf. 2016. (consulta em março de 2020). 12 julho 2020 www.revdesportiva.pt