Revista de Medicina Desportiva Janeiro 2021 - Page 30

Rev . Medicina Desportiva informa , 2021 ; 12 ( 1 ): 28-31 . https :// doi . org / 10.23911 / Clinica _ Dragao _ 2021 _ jan
A
radiologia convencional e TC

A Tríade no Contexto da Síndrome Pubálgica .

Parte 3 : Modalidades Imagiológicas
Dr . Diogo Rodrigues-Gomes 1 , Dr . Sérgio Rodrigues-Gomes 2 , Dr . Renato Andrade 1 , Prof . Doutor João Espregueira-
Mendes 1 1
Clínica do Dragão , Espregueira-Mendes Sports Centre – FIFA Medical Centre of Excellence ; 2 Grupo Unilabs – Radiologia Músculo-Esquelética e Medicina Desportiva . Porto .
RESUMO / ABSTRACT
Na segunda parte abordámos os conceitos básicos de avaliação imagiológica da síndrome pubálgica , os principais achados radiológicos e os desafios atuais no diagnóstico imagiológico desta patologia . Nesta terceira parte descrevemos as várias modalidades imagiológicas que poderão suportar o diagnóstico da síndrome pubálgica .
In the second part we addressed the basic concepts of imaging evaluation of groin pain , the main imaging findings and the current challenges in imaging diagnosis of this pathology . In this third part we describe the many imaging modalities that can be used to support the diagnosis of groin pain .
PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS
Síndrome pubálgica , exame imagiológico . Groin pain , imaging exam .
A radiologia convencional e TC geralmente não adicionam informações diagnósticas significativas para atletas com dor púbica de longa evolução . 1 As alterações degenerativas da sínfise púbica referidas antes ( proliferação óssea marginal , irregularidade e esclerose das superfícies articulares ) são comuns e inespecíficas .
Na radiologia convencional poder- -se-ão incluir os seguintes exames : radiograma da bacia em incidência de face e em ortostatismo ; radiograma da anca em incidência de Dunn ( radiograma em incidência de face com a de flexão da anca a 45 °; Figura 1 ); radiograma em incidência de flamingo ( radiograma de face da sínfise púbica em apoio monopodálico e com o outro pé pendente
( Figura 2 ). 2 Poderão , ainda , ser utilizadas as radiografias em filme extralongo da coluna vertebral e membros inferiores para exclusão de desvios angulares ou dismetrias que possam indiciar algum desequilíbrio postural ( Figura 3 ).
Ecografia
A ecografia deve fornecer as seguintes avaliações : avaliação da unidade tendão-músculo dos músculos abdominais e adutores e avaliação dinâmica das estruturas do canal inguinal . Permite , ainda , a avaliação da sínfise púbica , do tendão do músculo iliopsoas e respetiva bursa e do recesso anterior da articulação coxofemoral ( Figura 4 ). A avaliação de órgãos internos e a avaliação do trato urinário e genitália externa poderá estar indicado em algumas situações específicas . O exame de ecografia deve ser realizado por um radiologista com experiência específica em estudo ecográfico inguinopúbico . 2
A ecografia do canal inguinal costuma ser normal em atletas com dor púbica de longa evolução . A ecografia permite detetar hérnias inguinais ou femorais verdadeiras , mas são raras em atletas . O movimento anormal da parede posterior e o aumento do volume do canal inguinal foram descritos num estudo anterior de jogadores de futebol australiano .
Figura 1 – Incidências de radiologia convencional da sínfise púbica e ancas sem patologia relevante .
Figura 2 – Incidência de flamingo com alterações degenerativas ligeiras da sínfise púbica e sinais de instabilidade com o pé esquerdo pendente .
28 janeiro 2021 www . revdesportiva . pt