Revista de Medicina Desportiva Informa Novembro 2019 - Page 27

desenvolvimento de conhecimen- tos e de competências e deixamos o brinde merecido ao seu diretor e editor, o Dr. Basil Ribeiro. Uma ciên- cia ou uma especialidade suporta- -se numa linguagem e mensagem próprias. Esta Revista faz isso bem: comunica e dissemina a ciência da Medicina Desportiva, constituindo um acervo educacional com memó- ria de debates e avanços científicos, de dois em dois meses, com rigor e utilidade. A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência revela que nos últimos 10 anos o volume das publicações médicas indexadas na Scopus tem crescido. Contudo, devemos continuar a melhorar o contributo na Medi- cina Desportiva. O Dom Henrique Research Centre responderá a essa chamada. A Revista tem obra feita e bem feita, com impacto muito positivo nos profissionais da saúde e no bem-estar dos cidadãos que praticam exercício físico e desporto. Muitos parabéns! Dr. Nelson Puga F. C. Porto. Porto 10 Anos da Revista InForma A Revista de Medicina Desportiva Informa é a única revista científica de língua portuguesa de Medicina Desportiva (MD) editada em Portu- gal. Veio, desde há 10 anos até hoje, preencher um vazio, é de leitura obrigatória dentro desta especiali- dade, ajudando a desenvolver esta especialidade e assumindo-se como um dos “informadores” científicos de maior relevo dentro desta área! Esta publicação já era necessária, mas desde que esta especialidade, através do exame nacional, passou a fazer parte do leque de escolha para as especialidades médicas, a sua importância é ainda maior, e o facto de ela já existir antes do acesso à especialidade de MD através desta via é demonstrativo duma visão antecipada daquilo que seria a necessidade de desenvolvi- mento da MD. O papel dinamizador da ati- vidade académica e científica é, assim, de maior relevo para aqueles que decidiram abraçar esta espe- cialidade! Através desta Revista podemos aceder a artigos cientí- ficos que são uma referência para os mais jovens e igualmente para os mais velhos que se mantém interessados ou com necessidade de permanente atualização, sendo a mistura daqueles que estão em formação com os especialista mais velhos e mais experientes um fator decisivo de partilha e da aquisição de conhecimento. Esta Revista é um polo congregador de áreas que cada vez mais, nesta especialidade, precisam de um conhecimento mais aprofundado, alargado e que abrange outros sectores do conhe- cimento. A MD está hoje em dia longe de ficar confinada aos exames de aptidão médico-desportivos, à avaliação cardíaca, de traumatolo- gia e de reabilitação! A necessidade de intervenção em áreas como a prevenção, a psicologia, a nutrição, o treino físico, a biomecânica e a podologia entre outras, confunde- -se com o falado aprofundamento e alargamento desta especialidade a outras áreas necessárias a um apoio eficaz daqueles que fazem exercício. O domínio do conheci- mento tecnológico, com ferramen- tas de apoio à reabilitação, é tam- bém muito importante, assim como o domínio de técnicas ligadas à fisioterapia, osteopatia e quiroprá- tica. O apoio à recuperação física, quer da fadiga periférica, quer da central para a recuperação mais rápida e eficaz também é decisiva. Outra das necessidades maiores que temos na avaliação dos atle- tas, ou daqueles que por fazerem exercício lúdico precisam do nosso apoio, é o chamado controle de cargas físicas. O controlo de cargas externas e internas é outra área de domínio obrigatório para quem se dedica com profundidade a esta especialidade. Pelo que abordei em termos gerais, a abrangência desta espe- cialidade e as necessidades for- mativas são cada vez maiores e, neste sentido, toda a informação e incentivos à formação específica são essências, sendo esta Revista decisiva neste contexto! Indepen- dentemente do local e objetivo de quem trabalha nesta área, a InForma é fundamental! Para quem trabalha em clubes desportivos, onde a rivalidade sempre existe e a competição obriga a obtenção de êxitos desportivos, o conhecimento contribui de forma decisiva para a ajuda do resultado final. A evolução do conhecimento não para e, em consequência, esta Revista tam- bém não pode parar! A competição desportiva coloca-nos em campos separados, mas o conhecimento é comum e apenas nos separa a forma de comunicar e de operacio- nalizar esse saber. Para finalizar terei que dizer que esta Revista tem um rosto, é um rival desportivo, mas concomitante- mente um colega, com todo o mérito na criação, produção e manutenção desta publicação! Chama-se Basil Ribeiro! Faço votos desportivos de continuação deste sucesso editorial e que esta vitalidade se mantenha por muitos mais anos. Prof. Doutor João Páscoa Pinheiro Faculdade de Medicina de Coimbra, Coimbra A Revista Medicina Desportiva Informa faz 10 anos de existência, com 60 publicações regulares e mais de um milhão de entradas no seu website. Trata-se do maior projeto editorial no âmbito da Medicina Desportiva em Portugal, promovendo a formação médica com artigos de elevado mérito téc- nico-científico. Teve a capacidade de abordar as múltiplas áreas da Medicina Desportiva nas temáticas da traumatologia do desporto, da cardiologia, da nutrição, da reabi- litação entre outras, com artigos sustentados na evidência, nas boas práticas e nas dimensões preven- tiva e curativa. Neste momento importa cumprimentar e salientar de forma inequívoca o nome do seu Editor, o Dr. Basil Ribeiro que ao longo desta década demonstrou um elevado rigor e capacidade edito- rial única. Agradeço-lhe vivamente este trabalho e qualidade científica. A Revista assume-se na última década como um dos maiores contributos para a divulgação desta temática em língua Portuguesa. Revista de Medicina Desportiva informa novembro 2019 · 25