Revista de Medicina Desportiva Informa Novembro 2016 - Page 12

Tema 1 Rev. Medicina Desportiva informa, 2016, 7 (6), pp. 10–13 Tratamento Conservador da Instabilidade Rotuliana Dr. Renato Andrade1,2,3, Dr. Filipe Castanheira1,2, Dr. Ricardo Vidal1,2, Dra. Ana Leal1,2, Prof. Doutor João Espregueira-Mendes1,2,5 1 Clínica do Dragão, Espregueira–Mendes Sports Centre – FIFA Medical Centre of Excellence; 2Dom Henrique Research Centre; 3Faculdade de Desporto da Universidade do Porto; 4CMEMS Center for MicroElectroMechanical Systems, Departamento de Engenharia Mecânica, Universidade do Minho; 5 Departamento de Ortopedia, Universidade do Minho. RESUMO / ABSTRACT A instabilidade rotuliana é frequente nos desportistas, especialmente no sexo feminino. A sua etiologia é multifatorial, estabelecendo-se assim como um desafio de diagnóstico e tratamento para a comunidade ortopédica e da medicina do desporto. O plano de intervenção é desenhado tendo em conta as características específicas do indivíduo, os fatores de risco predisponentes identificados e o grupo patológico em que se enquadra. Assim, devem ser reestabelecidos os défices encontrados e preparar o indivíduo para regressar seguramente à competição desportiva. Patellar instability is frequent in the athletes, specially within the female gender. Its etiology is multifactorial, thus establishing itself as a diagnostic and treatment challenge for orthopedic and sports medicine community. The intervention plan is tailored taking into account the specific characteristics of the individual, the predisposing risk factors identified and