Revista de Medicina Desportiva Informa Março 2013 - Page 26

também é Medicina Desportiva

• Exame médico-desportivo
• Aconselhamento médico
• Avaliação funcional
• Prescrição de exercício
• Traumatologia desportiva
• Reabilitação funcional
• Nutrição desportivo
• Apoio psicológico
Rua de Sobreiras , 546 Porto T · 226 178 917 – 226 178 919 F · 226 106 064 Email : info @ cmf . pt que o esclarecimento diagnóstico precoce é essencial nas recomendações preventivas ( Figura 1 ). A evicção deste fator permitirá impedir novas reações . Para além disso deverão ser evitados também fatores potenciadores da gravidade da reação , como a toma de fármacos , nomeadamente AINE , concomitantes com a prática de exercício . Do ponto de vista de condições ambientais em que se verifique uma relação consistente com exposição ao calor , frio ou humidade , deverá ser preterida a prática de atividade física durante estes períodos . Caso se tratem de alergénios alimentares específicos , devem ser evitados até 4-6 h antes do exercício e pelo menos 1 hora depois . Em casos de mais difícil controlo pode mesmo estar indicada a eliminação completa desse alimento da dieta , principalmente naqueles que praticam de forma diária exercício físico . No caso da FDEIA de causa não específica , deve evitar-se a ingestão alimentar até 2 a 4h antes do exercício e até uma hora após , situação que pode ser adaptável a mais longos períodos de evicção de acordo com a história clínica e reação prévia 2 , 5-7 .
A medicação profilática tem vindo a ser estudada , sendo descrito o uso de anti-histamínicos , antagonistas dos leucotrienos e corticoides orais com alguma eficácia . Contudo , esta evidência não é suficiente para ser recomendada medicação antes da prática de exercício 7 . A evicção de alimentos e as medidas não farmacológicas permitem garantir uma abordagem preventiva mais segura . As intervenções educativas são essenciais , o indivíduo deve saber reconhecer os sintomas e ter um plano individualizado para o tratamento em fase aguda . Toda a família , equipa e treinador devem ser educados para reconhecerem um episódio e manejar a medicação , nomeadamente a administração de adrenalina intramuscular , que deve existir num local acessível e próximo do local da prática desportiva , particularmente na forma de “ caneta ” auto-injetável . Após um episódio deve ser encorajado o retornar , supervisionado e lento , à prática de exercício regular . Num estudo de seguimento a 10 anos de 279 pessoas com EIA , verificou-se uma tendência para o estabilizar ou diminuição com o tempo do número de episódios 9 , muito justificado pelo controlo do ( s ) co-fator ( es ).
Para concluir
A Anafilaxia Induzida pelo Exercício é uma doença grave , mas através de uma abordagem diagnóstica e terapêutica integrada , pode ser prevenida ( figura 1 ).
Bibliografia
1 . Simons FE , Ardusso LR , Bilo MB , El-Gamal YM , Ledford DK , Ring J , et al . World Allergy Organization Guidelines for the Assessment and Management of Anaphylaxis . World Allergy Organ J . 2011 Feb ; 4 ( 2 ): 13-37 .
2 . Castells MC , Horan RF , Sheffer AL . Exercise- -induced Anaphylaxis . Curr Allergy Asthma Rep . 2003 Jan ; 3 ( 1 ): 15-21 .
3 . Castells MC , Horan RF , Sheffer AL . Exercise- -induced anaphylaxis ( EIA ). Clin Rev Allergy Immunol . 1999 Winter ; 17 ( 4 ): 413-24 .
4 . Schwartz LB , Delgado L , Craig T , Bonini S , Carlsen KH , Casale TB , et al . Exercise-induced hypersensitivity syndromes in recreational and competitive athletes : a PRACTALL consensus report ( what the general practitioner should know about sports and allergy ). Allergy . 2008 Aug ; 63 ( 8 ): 953-61 .
5 . Barg W , Medrala W , Wolanczyk-Medrala A . Exercise-induced anaphylaxis : an update on diagnosis and treatment . Curr Allergy Asthma Rep . 2011 Feb ; 11 ( 1 ): 45-51 .
6 . Robson-Ansley P , Toit GD . Pathophysiology , diagnosis and management of exercise-induced anaphylaxis . Curr Opin Allergy Clin Immunol . 2010 Aug ; 10 ( 4 ): 312-7 .
7 . Giacco SR-D . Exercise-induced anaphylaxis : an update . Breath . [ Review ]. 2012 June 2012 ; 8 ( 4 ): 299-306 .
8 . Sheffer AL , Soter NA , McFadden ER , Jr ., Austen KF . Exercise-induced anaphylaxis : a distinct form of physical allergy . J Allergy Clin Immunol . 1983 Mar ; 71 ( 3 ): 311-6 .
9 . Shadick NA , Liang MH , Partridge AJ , Bingham C , Wright E , Fossel AH , et al . The natural history of exercise-induced anaphylaxis : survey results from a 10-year follow-up study . J Allergy Clin Immunol . 1999 Jul ; 104 ( 1 ): 123-7 .
10 . Wade JP , Liang MH , Sheffer AL . Exercise- -induced anaphylaxis : epidemiologic observations . Prog Clin Biol Res . 1989 ; 297:175-82 .
11 . Du Toit G . Food-dependent exercise-induced anaphylaxis in childhood . Pediatr Allergy Immunol . 2007 Aug ; 18 ( 5 ): 455-63 .
12 . Romano A , Scala E , Rumi G , Gaeta F , Caruso C , Alonzi C , et al . Lipid transfer proteins : the most frequent sensitizer in Italian subjects with food-dependent exercise-induced anaphylaxis . Clin Exp Allergy . 2012 Nov ; 42 ( 11 ): 1643-53 .
13 . WADA . List of prohibited substances and methods . WADA ; 2013 [ cited 2013 28-01- 2013 ]; Available from : http :// list . wada-ama . org / list / s6-stimulants /# adrenaline .
24 · Março 2013 www . revdesportiva . pt
também é Medicina Desportiva • Exame médico-desportivo • Aconselhamento médico • Avaliação funcional • Prescrição de exercício • Traumatologia desportiva • Reabilitação funcional • Nutrição desportivo • Apoio psicológico Rua de Sobreiras, 546 Porto T· 226 178 917 – 226 178 919 F· 226 106 064 Email: info@cmf.pt 24 · Março 2013 www.revdesportiva.pt que o esclarecimento diagnóstico precoce é essencial nas recomendações preventivas (Figura 1). A evicção deste fator permitirá impedir novas reações. Para além disso deverão ser evitados também fatores potenciadores da gravidade da reação, como a toma de fármacos, nomeadamente AINE, concomitantes com a prática de exercício. Do ponto de vista de condições ambientais em que se verifique uma relação consistente com exposição ao calor, frio ou humidade, deverá ser preterida a prática de atividade física durante estes períodos. Caso se tratem de alergénios alimentares específicos, devem ser evitados até 4-6 h antes do exercício e pelo menos 1 hora depois. Em casos de mais difícil controlo pode mesmo estar indicada a eliminação completa desse alimento da dieta, principalmente naqueles que praticam de forma diária exercício físico. No caso da FDEIA de causa não específica, deve evitar-se a ingestão alimentar até 2 a 4h [\™^\X[H]0H[XHܘH\0]Xp]YHH\Y\0][BXZ\ۙ\[H]XBXܙHH\0ܚXH0[XHHXp]XL KM˂HYYXpٚ[0]XH[H[˜H\\YYK[\ܚ]\™H[KZ\[p[X[Yۚ\\™]XY[HܝXY\ܘZ\˜H[[XHYXXXK۝Y\B]Y0ꛘXH0HYXY[H\H\XY[YHYYXp[\B]XHH^\X[ˈH]XB[[Y[H\YYY\\XX0X\\Z][H\[\[XHXܙY[H][]HXZ\œY\K\[\[Y\YX]]\œ\[XZ\[]Y[]BX\XۚX\[X\H\[H[[]YX[^Y\H][Y[[H\HYYKHB[p[XK\]Z\HHZ[Y܈][B\YXY\HXۚX\[B[H\\[HX[Z\HYYXpYXY[Y[HHYZ[\p™HY[[[H[[]\[\]YB]H^\\[X\][B[[[H]XH\ܝ]K\X[\Y[HHܛXBH8'[]x'H]]Z[]0][ \0[H\\[]H\[ܘZYœ]ܛ\\\\[ۘYH[0]XHH^\X[Y[\[B\YHYZ[Y[H L[BH\\HRPK\YXK\B[XH[0ꛘXH\H\X[^\B[Z[ZpH[\Y\™H\\[K]Z]\YXY[˜۝HY]܊\K\HۘZ\H[Y[^XH[^YH[^\X[°H[XHܘ]KX\]]\™H[XHXܙY[HXY۰XHB\\0]XH[YܘYKH\][YH Y\H JKX[ܘYXBKH[[ۜK\\[P[ Q[X[SKYܙ[][ ܛ[\Bܙ[^][ۈZY[[\܈H\\Y[[X[Y[Y[و[\[^\ˈܛ[\Hܙ[ LHX NLL˂H\[Pܘ[Y\S ^\\KZ[XY[\[^\ˈ\[\H\XB\ [ JNMKLK˂H\[Pܘ[Y\S ^\\KZ[XY[\[^\ RPJK[][\B[[][ NNNH[\M N LL H\[Y ܘZY ۚ[H\[ \[H][ ^\\KZ[XY\\[]]]H[Y\[XܙX][ۘ[[\]]]H]]\ΈHPSۜ[\œ\ܝ ]H[\[X][ۙ\[ۛX]ܝ[[\JK[\K ]Y͌ NMLMKKH\YY[H[ޞZSYY[BK^\\KZ[XY[\[^\Έ[\]BۈXYۛ\[X]Y[ \[\B\XH\ LHXLJ JN KMLKH؜ۋP[^H ] ]\[KXYۛ\[X[Y[Y[و^\\KZ[XY[\[^\ˈ\[[\H[[[][ L]YL NLM˂˂HXXԋQ ^\\KZ[XY[\[^\΂[\]KX] ԙ]Y]K L[B L NNKL HY\S \KXјY[T]\[ы^\\KZ[XY[\[^\ΈB\[ܛHو\X[[\K[\H[[[][ NN X\J NLKMKHYXKX[R \YHR[[HܚYK[R ][ H]\[\ܞHو^\\KZ[XY[\[^\΂\^H\[HH L ^YX\]\YK[\H[[[][ NNNH[L JNLM˂L UYH X[R Y\S ^\\KZ[XY[\[^\Έ\Y[Z[X؜\][ۜˈ[[\ˈ NNN̎MΌMKN LKQH]ˈ Y\[[^\\KZ[XY[\[^\[[ YX][\B[[][ ]YN JN MKM˂LTX[K[HK[ZHY]H\\[۞H][ \Y[ٙ\Z[ΈB[\]Y[[]^\[][X[XX] Y\[[^\\KZ[XY[\[^\˂[^[\K Lݎ LJNM ML˂L˂UQK\وX]YX[\[Y]ˈQN L]Y L L L LN]Z[XHN\ YKX[XKܙ\ ͋\[][[Y[[[K