Revista de Medicina Desportiva Informa Março 2012 - Page 5

WORKSHOP CARDIOLOGIA DESPORTIVA 21 DE JANEIRO DE 2012 - HOTEL TUELA PORTO Organização da Faculdade de Medicina do Porto Com a colaboração do Centro de Medicina Desportiva do Porto Decorreu no Porto um excelente workshop de Cardiologia Desportiva, organizado pela Faculdade de Medicina do Porto e pelo Centro de Medicina Desportiva do Porto. O Prof. Doutor Ovídio Costa, mais uma vez, organizou um excelente fórum científico, o qual teve quase uma centena de participantes. Foi muito enriquecedor ouvir dois ilustres e experientes cardiologistas suecos, os Profs. Mats Borjesson e Mikael Dellborg, que abordaram os temas: “Causas de morte súbita em atletas” “Exames cardíacos recomendados” Miocardiopatia arritmogénica do ventrículo direito “Miocardite e anomalias das artérias coronárias” “Atividade física e cardiopatias congénitas no adulto” “O atleta veterano” “Troponinas e biomarcadores no exercício” “Recomendações para a segurança em recintos desportivos”. O Prof. Dr. Ovídio Costa falou sobre o “Eletrocardiograma no atleta”, tendo descrito com muito rigor as alterações eletrocardiográficas que devem ser consideradas normais no atleta, assim como aquelas que nos devem preocupar e impedir a prática desportiva. O Dr. António Freitas deslocou-se de Lisboa, onde trabalha no respetivo Centro de Medicina, para falar sobre dois temas muito interessantes e muito atuais: “Miocardiopatia arritmogénica do ventrículo direito (MAVD)” “Miocárdio não compactado” Este último tema é relativamente novo na cardiologia desportiva e é muito importante, pois está relacionado com a morte súbita no atleta, e deve-se alterações no ventrículo aquando do desenvolvimento embrionário. A ecografia e a RMN são importantes para o diagnóstico. Na MAVD, que também pode acontecer no ventrículo esquerdo, na leitura do ECG é importante olhar para a eventual existência de ondas T invertidas nas derivações pré-cordiais direitas. No final houve lugar à apresentação de vários casos clínicos, portugueses e suecos, que originaram grande discussão e partilha de experiências. Percebeu-se que a Cardiologia Desportiva é uma sub-especialidade médica importante, que necessita de evoluir bastante e que se deve refugiar nas Recomendações internacionalmente publicadas, pois nem sempre é fácil tomar decisão médica final, não só porque a verdade médica é evolutiva e transitória, como as consequências para o futuro profissional do atleta podem ser muito desastrosas. No final ficou a promessa do Prof. Ovídio Costa para a realização futura de mais wokshops, os quais esta Revista recomenda. Sempre perto de si CAMPANHA DE FÉRIAS 2012 Reserve as suas férias para 2012 até 31 de Março e beneficie até 20% de desconto. A campanha é válida para estadias até 31 de Dezembro de 2012 nos hotéis Vila Galé em Portugal. Consulte as restantes condições da campanha em www.vilagale.pt Miocárdio não compactado VG_MEDICINA DESPORTIVA.indd 1 2/15/2012 6:04:03 PM