Revista de Medicina Desportiva Informa Março 2012 - Page 21

no exterior e lhes ser exigida a prática nos mais variados locais e épocas do ano . No caso dos atletas com rinite alérgica , a minimização do contacto com os ácaros do pó da casa é possível , melhorando as medidas de limpeza , removendo carpetes , lavando e arejando frequentemente os lençóis e o quarto 7 . A exposição por contacto ambiental sazonal será mais difícil de evitar , mas pode ser minimizada através da consulta dos boletins polínicos , sendo que podem adaptar-se a hora e os períodos de treino de forma a minimizar o contacto 7 . Existem medidas globais na melhoria do controlo ambiental , nomeadamente o uso de adequados sistemas de ventilação em piscinas e arenas de gelo e medidas de redução da poluição ambiental 2 .
O tratamento farmacológico deverá ser escolhido tendo em conta a eficácia e a segurança . De acordo com o tipo de rinite e a gravidade dos sintomas as principais opções terapêuticas são anti-histamínicos H1 e corticoides nasais tópicos .
Tabela 2 . Abordagem da rinite no atleta ( adaptado de Delgado L , et al Rhinitis and its impact on sports ; Allergy and Clinical Immunology International , 2006 e Greiner , A . N ., et al ., Allergic rhinitis ; Lancet , 2011 )
RECONHECIMENTO E DIAGNÓSTICO PRECOCE DA DOENÇA EVITAR A EXPOSIÇÃO A PICOS DE ALERGÉNIOS E POLUENTES TRATAMENTO FARMACOLÓGICO
Tratamento Tópico Tratamento Sistémico
Corticosteroides Nasais Beclometasona , budesonida , fluticasona e mometasona
Tratamento anti-inflamatório de base , resolução dos sintomas nasais e conjuntivais em dias Se usado incorretamente leva a falha do tratamento . Principal evento adverso é epistáxis ( 10-15 %)
Anti-histamínicos Azelastine , levocabastina
Tratamento sintomático . Eficaz e seguro no tratamento da rinite alérgica , prurido nasal , espirros e rinorreia . Início de ação em 15 min .
Cromonas Ácido cromoglícico ( cromoglicato de sódio )
Tratamento seguro eficaz nos sintomas nasais , nomeadamente na rinorreia
Anti-histamínicos Anti-histamínicos 2 .ª geração : bilastina , desloratadina , ebastina , fexofenadina , levocetirizina , mizolastina e rupatadina Anti-histamínicos de 1 .ª geração não recomendados pelos efeitos laterais sedativos .
Eficaz no tratamento dos sintomas nasais , com redução dos sintomas conjuntivais . Início ação 1 h O tratamento regular é mais eficaz que o tratamento em SOS . Mesmo os de 2 .ª geração podem causar sedação em alguns doentes
Corticosteroides Hidrocortisona e prednisolona
Tratamento oral anti-inflamatório sistémico . Está indicado o seu uso por curtos períodos , necessita de justificação médica no caso dos atletas .
Antileucotrienos Montelucaste e o Zafirlucaste
Atuam nos sintomas de obstrução , rinorreia e também conjuntivais . Particular eficácia na rinite em doentes com asma induzida pelo exercício . Podem surgir efeitos laterais como cefaleias , sintomas gastro-intestinais e Síndrome de Churg-Strauss
Descongestionantes Nasais Fenilefrina ; oximetazolina ; tramazolina ; xilometazolina
Potentes vasoconstritores de início de ação rápida ( 10min ). Uso continuado pode levar a rinite medicamentosa e efeitos adversos como irritação nasal e aumento da rinorreia
Descongestionantes sistémicos Pseudoefedrina e efedrina ( encontrados em associação com medicação anti-histamínica ou analgésico ). Eficácia igual ao anti-histamínico isolado . Efeitos laterais como hipertensão , insónias e agitação e taquicardia , limitação do seu uso pela WADA –.
Escolher tratamentos que não interferem com a performance física Usar as medicações de acordo com as regras da WADA Excluir a presença de asma ou sintomas de asma induzida pelo exercício
WADA World Anti-Doping Agency
Revista de Medicina Desportiva informa Março 2012 · 19
no exterior e lhes ser exigida a prática nos mais variados locais e épocas do ano. No caso dos atletas com rinite alérgica, a minimização do contacto com os ácaros do pó da casa é possível, melhorando as medidas de limpeza, removendo carpetes, lavando e arejando frequentemente os lençóis e o quarto7. A exposição por contacto ambiental sazonal será mais difícil de evitar, mas pode ser minimizada através da consulta dos boletins polínicos, sendo que podem adaptar-se a hora e os períodos de treino de forma a minimizar o contacto7. Existem medidas globais na melhoria do controlo ambiental, nomeadamente o uso de adequados sistemas de ventilação em piscinas e arenas de gelo e medidas de redução da poluição ambiental2. O tratamento farmacológico deverá ser escolhido tendo em conta a eficácia e a segurança. De acordo com o tipo de rinite e a gravidade dos sintomas as principais opções terapêuticas são anti-histamínicos H1 e corticoides nasais tópicos. Tabela 2. Abordagem da rinite no atleta (adaptado de Delgado L, et al Rhinitis and its impact on sports; Allergy and Clinical Immunology International, 2006 e Greiner, A.N., et al., Allergic rhinitis; Lancet, 2011) RECONHECIMENTO E DIAGNÓSTICO PRECOCE DA DOENÇA EVITAR A EXPOSIÇÃO A PICOS DE ALERGÉNIOS E POLUENTES TRATAMENTO FARMACOLÓGICO Tratamento Tópico Tratamento Sistémico Corticosteroides Nasais Beclometasona, budesonida, fluticasona e mometasona Anti-histamínicos Anti-histamínicos 2.ª geração: bilastina, desloratadina, ebastina, fexofenadina, levocetirizina, mizolastina e rupatadina Anti-histamínicos de 1.ª geração não recomendados pelos efeitos laterais sedativos. Tratamento anti-inflamatório de base, resolução dos sintomas nasais e conjuntivais em dias Se usado incorretamente leva a falha do tratamento. Principal evento adverso é epistáxis (10-15%) Anti-histamínicos Azelastine, levocabastina Tratamento sintomático. Eficaz e seguro no tratamento da rinite alérgica, prurido nasal, espirros e rinorreia. Início de ação em 15 min. Cromonas Ácido cromoglícico (cromoglicato de sódio) Tratamento seguro eficaz nos sintomas nasais, nomeadamente na rinorreia Descongestionantes Nasais Fenilefrina; oximetazolina; tramazolina; xilometazolina Potentes vasoconstritores de início de ação rápida (10min). Uso continuado pode levar a rinite medicamentosa e efeitos adversos como irritação nasal e aum [H[ܜZXBYX^][Y[[X\\Z\HYp™[X\ۚ[]Z\ˈ[X[p H][Y[Y[\0HXZ\YX^]YH][Y[™[HˈY\[H \p[H]\\Yp[H[[[\ܝX\Y\’Yܝ\ۘHHY\ۘB][Y[ܘ[[KZ[[X]0ܚ[\0[ZXˈ\0B[XY]H\܈\\[X\]HB\YXppYXH\]]\˂[[]XY[“[۝[X\HHY\X\B]X[H[X\H؜p[ܜZXHH[X[Bۚ[]Z\ˈ\X[\YXXXHH[]H[H[\˜H\XH[^YH[^\X[˂[H\\YZ]]\Z\[Y[ZX\[X\™\Z[\[Z\H[YHH\T]\‘\ۙ\[ۘ[\\0[ZX”]YYY[HHYY[B[۝Y[H\XpHYYXp[KZ\[p[XHH[[\XKYXXXHYX[[[KZ\[p[X\Y˂YZ]]\Z\[\\[[ۚX\HY]pB\]ZX\XK[Z]p]H\[HQx$˂\\][Y[]YH[\\[HHH\ܛX[H\XB\\\YYXpY\HXܙH\Yܘ\HQB^Z\H\[HH\XHH[X\H\XH[^YH[^\X[‚QHܛ[KQ[Y[B]\HHYYX[H\ܝ]H[ܛXHX\ L0 NB