Revista de Medicina Desportiva Informa Maio 2016 - Page 3

Aplicação gratuita da Revista em : revista de

Medicina

DESPORTIVA Bimestral Ano 7 Número 03

www . facebook . com / RevistaDeMedicinaDesportiva Informa

Editorial Sumário

Realizou-se em Londres mais um congresso de medicina do futebol , cujo tema foi o Return do Play ( RTP ), referenciado em notícias desta edição . A objetividade e pragmatismo das comunicações criaram grande entusiasmo nos participantes , mas também momentos de reflexão . A medicina do futebol por vezes é diferente da medicina desportiva e da medicina geral . “ O ter de jogar ” é um conceito que interfere na decisão clínica e obriga algumas vezes a enviar o jogador para o campo sem ter terminado por completo o processo de reabilitação . Entrega-se o jogador à equipa técnica “ Fit to train to get fit to play ” ou “ Fit to play ”? E qual é o modelo de RTP ? É um modelo baseado no tempo , em se dá Alta após um período de tempo considerado habitualmente suficiente para curar a lesão ? É um modelo baseado em critérios , em que se devolve o jogador quando já tem dor , tem amplitude movimento normal , já não tem derrame ou edema , tem bom controlo neuromuscular , tem boa flexibilidade ? Ou um modelo baseado numa decisão mais lata ? Nesta existem variáveis não biomédicas que entram na decisão , como sejam os benefícios no RTP , a cultura , as experiências anteriores , a personalidade do jogador e a capacidade de aceitar riscos , a opinião do treinador . Mas também a importância do jogo , o momento da época desportiva , o dia da semana , a importância do jogador na equipa , etc . Houve muita discussão e respostas diversas . Cada um de nós , sem abdicar dos seus princípios , deverá saber também “ dançar a música que ouve ”. Basil Ribeiro , diretor
Entrevista : Prof . Doutor José Neto 2 Dvorak : A decisão do médico deve ser respeitada 3 Notícias 3 Atualidade : A Doença de Parkinson 6 Atualidade : Maldito meldonium ! 7 Artigo de opinião : Viscosuplementação na osteoartrite do joelho : é possível adiar a artroplastia ? 10 Tema : Discopatia Lombar no Desporto 14 Caso clínico : Fratura Avulsão da Tuberosidade Anterior da Tíbia e Doença de Osgood-Schlatter 18 Investigação : Lesão Desportiva em Jovens Judocas de Alto Nível Competitivo 23 Certificado Europeu de Especialista em Medicina Desportiva por Equivalência 27 Notícia : Congresso Isokinetics / FIFA de Londres 28 A entrevista : Ronald Koeman : Um Senhor Treinador ! 30 Agenda 32
A Revista de Medicina Desportiva informa é uma publicação de âmbito nacional , de publicação bimestral e de caráter médico-científico . Tem como objetivo divulgar conteúdos médico-desportivos através de temas de revisão e de investigação , assim como publicar “ Casos Clínicos ” relacionados com a prática da Medicina Desportiva . Divulga ainda reuniões científicas realizados em Portugal e no estrangeiro . Esta Revista respeita a Constituição Portuguesa e orienta-se por critérios de isenção e de rigor científico , compromisso ético e respeito deontológico .
COMISSÃO CIENTÍFICA : CARDIOLOGIA | António Freitas , Dr - Lisboa – Centro de Medicina Desportiva | Miguel Mendes , Dr – Lisboa – Hospital de Santa Cruz | Ovídio Costa , PhD – Porto – Faculdade de Medicina do Porto | Teles Martins , PhD – Lisboa – Departamento de Saúde Naval | Veloso Gomes , Dr – Faro – Hospital de Faro | CIRURGIA GERAL | Bernardo Vasconcelos , Dr – Lisboa – Serviços Clínicos da Portugal Telecom | DERMATOLOGIA | Osvaldo Correia , PhD – Porto – Faculdade de Medicina do Porto | FILOSOFIA DA MEDICINA | Manuel Sérgio , PhD – Lisboa | FISIATRIA | Páscoa Pinheiro , PhD – Coimbra – Faculdade de Medicina de Coimbra | FISIOLOGIA | Gomes Pereira , PhD – Lisboa – Faculdade de Motricidade Humana | José Alberto Duarte , PhD – Porto – Faculdade de Desporto do Porto | IMUNOALERGOLOGIA | André Moreira , PhD – Porto – Hospital de S . João | MEDICINA DESPORTIVA | J . L . Themudo Barata , PhD – Covilhã – Universidade Beira Interior | João Paulo de Almeida , PhD – Lisboa – Sport Lisboa e Benfica | Luís Horta , PhD – Lisboa – Autoridade Antidopagem do Brasil | Maria João Cascais , PhD – Lisboa – Sport Lisboa e Benfica | MEDICINA INTERNA | Teixeira Veríssimo , PhD – Coimbra – Faculdade de Medicina de Coimbra | NUTRIÇÃO | Vitor Hugo Teixeira , PhD – Porto – Faculdade de Ciências da Nutrição | ORTOPEDIA | Fernando Fonseca , PhD – Coimbra – Faculdade de Medicina de Coimbra | João Espregueira-Mendes , PhD – Universidade do Minho ; Director Clínico da Clínica do Dragão – Universidade do Minho | João Gamelas , PhD – Lisboa – Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa | José Carlos Noronha , PhD – Porto – Gestifute ; Ordem da Trindade | Leandro Massada , PhD – Porto – Centro de Medicina Desportiva do Porto | PEDIATRIA | Carla Rego , PhD – Porto – Instituto CUF Porto . Faculdade de Medicina da UP . | PNEUMOLOGIA | Robalo Cordeiro , PhD – Coimbra – Faculdade de Medicina de Coimbra | PSICOLOGIA | Sidónio Serpa , PhD – Lisboa – Faculdade de Motricidade Humana | REUMATOLOGIA | Carlos Vaz , PhD – Porto – Hospital de S . João . COMISSÃO DE COLABORADORES : FISIATRIA | Gonçalo Borges , Dr – Porto – Hospital da Prelada | Jorge Lains , Dr – Coimbra – Hospital Rovisco Pais | Pedro Cantista , Dr – Porto – Centro Hospitalar do Porto | Pedro Lemos Pereira , Dr – Coimbra – Hospital Universitário de Coimbra | Raul Maia e Silva , Dr – Porto | MEDICINA DESPORTIVA | Domingos Gomes , Dr – Porto – CESPU | João Beckert , Dr – Lisboa – Centro de Medicina Desportiva de Lisboa | José Ramos , Dr – Porto – Clinica de Gondomar | Nelson Puga , Dr – Porto – Futebol Clube do Porto | Paulo Beckert , Dr – Lisboa – FPF – Clínica Cuf Alvalade | Pedro Saraiva , Dr – Coimbra – Associação Académica de Coimbra | Valério Rosa , Dr – Lisboa – Sociedade Portuguesa de Medicina Desportiva | MEDICINA GERAL E FAMILIAR | José Maria Henriques , Dr – Vila Nova de Gaia – Unidade de Saúde Familiar de Santa Marinha | MEDICINA INTERNA | Jorge Ruivo , Dr – Lisboa – Hospital de St ª Maria | ORTOPEDIA | Henrique Jones , Dr – Setúbal – Clínica Dr . Henrique Jones | José Lourenço , Dr . – Porto | Paulo Amado , Dr – Rio Tinto – Clínica Dr . Paulo Amado | Pereira de Castro , Dr – Lisboa – SPAT ; Desporsano , Clínica de Desporto | RADIOLOGIA | Joaquim Agostinho , Dr – Viseu – Hospital São Teotónio
FICHA TÉCNICA | Diretor e Editor BASIL VALENTE RIBEIRO | Diretor adjunto PEDRO LEMOS PEREIRA | Sub-diretor JOSÉ RAMOS | Departamento de comunicação ANA PAULA RIBEIRO | Produção REVDESPORTIVA , LDA | Design e Paginação JOSÉ TEIXEIRA | Fotografia da capa FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE JUDO | Impressão MULTITEMA – Porto | Propriedade REVDESPORTIVA , LDA . Rua do Sobreiro 225 , Canidelo 4400-590 V N Gaia . | Telefone / Fax – 227810869 | E-mail : basil @ sapo . pt | www . revdesportiva . pt | Periodicidade Bimestral | Tiragem 7400 exemplares | Depósito Legal 304182 / 09 | ISSN 1647-5534 | Publicação Registada no Instituto da Comunicação Social sob o n .º 125758 | A reprodução parcial ou integral de texto ou ilustrações da Revista de Medicina Desportiva Informa é proibida .
Revista de Medicina Desportiva informa Maio 2016 · 1
Medicina revista de Aplicação gratuita da Revista em: DESPORTIVA informa Editorial www.facebook.com/ RevistaDeMedicinaDesportiva Informa Maio 2016 www.revdesportiva.pt Preço – 2,50€ Realizou-se em Londres mais um congresso de medicina do futebol, cujo tema foi o Return do Play (RTP), referenciado em notícias desta edição. A objetividade e pragmatismo das comunicações criaram grande entusiasmo nos participantes, mas também momentos de reflexão. A medicina do futebol por vezes é diferente da medicina desportiva e da medicina geral. “O ter de jogar” é um conceito que interfere na decisão clínica e obriga algumas vezes a enviar o jogador para o campo sem ter terminado por completo o processo de reabilitação. Entrega-se o jogador à equipa técnica “Fit to train to get fit to play” ou “Fit to play”? E qual é o modelo de RTP? É um modelo baseado no tempo, em se dá Alta após um período de tempo considerado habitualmente suficiente para curar a lesão? É um modelo baseado em critérios, em que se devolve o jogador quando já tem dor, tem amplitude movimento normal, já não tem derrame ou edema, tem bom controlo neuromuscular, tem boa flexibilidade? Ou um modelo baseado numa decisão mais lata? Nesta existem variáveis não biomédicas que entram na decisão, como sejam os benefícios no RTP, a cultura, as experiências anteriores, a personalidade do jogador e a capacidade de aceitar riscos, a opinião do treinador. Mas também a importância do jogo, o momento da época desportiva, o dia da semana, a importância do jogador na equipa, etc. Houve muita discussão e respostas diversas. Cada um de nós, sem abdicar dos seus princípios, deverá saber também “dançar a música que ouve”. Basil Ribeiro, diretor Sumário Bimestral Ano 7 Número 03 Entrevista: Prof. Doutor José Neto 2 Dvorak: A decisão do médico deve ser respeitada 3 Notícias 3 Atualidade: A Doença de Parkinson 6 Atualidade: Maldito meldonium! 7 Artigo de opinião: Viscosuplementação na osteoartrite do joelho: é possível adiar a artroplastia? 10 Tema: Discopatia Lombar no Desporto 14 Caso clínico: Fratura Avulsão da Tuberosidade Anterior da Tíbia e Doença de Osgood-Schlatter 18 Investigação: Lesão Desportiva em Jovens Judocas de Alto Nível Competitivo 23 Certificado Europeu de Especialista em Medicina Desportiva por Equivalência 27 Notícia: Congresso Isokinetics / FIFA de Londres 28 A entrevista: Ronald Koeman: Um Senhor Treinador! 30 Agenda 32 A Revista de Medicina Desportiva informa é uma publicação de âmbito nacional, de publicação bimestral e de caráter médico-científico. Tem como objetivo divulgar conteúdos médico-desportivos através de temas de revisão e de investigação, assim como publicar “Casos Clínicos” relacionados com a prática da Medicina Desportiva. Divulga ainda reuniões científicas realizados em Portugal e no estrangeiro. Esta Revista respeita a Constituição Portuguesa e orienta-se por critérios de isenção e de rigor científico, compromisso ético e respeito deontológico. COMISSÃO CIENTÍFICA: CARDIOLOGIA | António Freitas, Dr - Lisboa – Centro de Medicina Desportiva | Miguel Mendes, Dr – Lisboa – Hospital de Santa Cruz | Ovídio Costa, PhD – Porto – Faculdade de Medicina do Porto | Teles Martins, PhD – Lisboa – Departamento de Saúde Naval | Veloso Gomes, Dr – Faro – Hospital de Faro | CIRURGIA GERAL | Bernardo Vasconcelos, Dr – Lisboa – Serviços Clínicos da Portugal Telecom | DERMATOLOGIA | Osvaldo Correia, PhD – Porto – Faculdade de Medicina do Porto | FILOSOFIA DA MEDICINA | Manuel Sérgio, PhD – Lisboa | FISIATRIA | Páscoa Pinheiro, PhD – Coimbra – Faculdade de Medicina de Coimbra | FISIOLOGIA | Gomes Pereira, PhD – Lisboa – Faculdade de Motricidade Humana | José Alberto Duarte, PhD – Porto – Faculdade de Desporto do Porto | IMUNOALERGOLOGIA | André Morei &B( 2'F( 27FFR2:6TD4DU5%DdFVVF&&FB( 26fƌ:2( 2VfW'6FFR&V&FW&":6VFRVFB( 2Ɨ6&( 27'BƗ6&R&Vf6\:2'FB( 2Ɨ6&( 2WF&FFRFFvVF'&6&:66662B( 2Ɨ6&( 27'BƗ6&R&Vf6TD4DU$FVV&fW,:76B( 26'&( 2f7VFFRFRVF6FR6'&UE$8|84fF"VvFVV&B( 2'F( 2f7VFFRFR6:62FWG&:|:6%DTDfW&Ff6V6B( 26'&( 2f7VFFRFRVF6FR6'&:6W7&VwVV&VFW2B( 0VfW'6FFRF֖F&V7F"6:6F6:6FG&|:6( 2VfW'6FFRF֖:6vV2B( 2Ɨ6&( 2f7VFFRFR6:62:F62FRƗ6&<:6&2&B( 2'F( 2vW7FgWFS&FVFG&FFRVG&76FB( 2'F( 26VG&FRVF6FW7'FfF'FTDE$6&&VvB( 2'F( 27FGWF5Tb'Ff7VFFRFRVF6FUUTt&&6&FV&B( 26'&( 2f7VFFRFRVF6FR6'&44t6L;66W'B( 2Ɨ6&( 2f7VFFRFRG&6FFRV$UTDt6&2fB( 2'F( 27FFR2:64ԕ5<84DR4$$D$U3d4E$v:v&&vW2G"( 2'F( 27FF&VF&vR2G"( 26'&( 27F&f662VG&6F7FG"( 2'F( 26VG&7F"F'FVG&V2W&V&G"( 26'&( 27FVfW'6L:&FR6'&&VR6fG"( 2'FTD4DU5%DdF֖v2vW2G"( 2'F( 24U5R:6&V6W'BG"( 2Ɨ6&( 26VG&FRVF6FW7'FfFRƗ6&<:&2G"( 2'F( 26Ɩ6FRvF"V6VvG"( 2'F( 2gWFV&6V&RF'FV&V6W'BG"( 2Ɨ6&( 2eb( 26:67VbfFRVG&6&fG"( 26'&( 2766:|:66L:֖6FR6'&f:&&6G"( 2Ɨ6&( 266VFFR'GVwVW6FRVF6FW7'FfTD4tU$RdԔĔ"<:&V&VW2G"( 2ffFRv( 0VFFRFR6;FRf֖Ɩ"FR6F&TD4DU$&vR'VfG"( 2Ɨ6&( 27FFR7L*&%DTDV&VRW2G"( 26WL;&( 26:6G"V&VRW2<:W&V:vG"( 2'FVFG"( 2&FF( 26:6G"VFW&V&FR67G&G"( 2Ɨ6&( 25CFW7'66:6FRFW7'F$DtVv7FG"( 2f6WR( 27F<:6FVL;6d4L844F&WF"RVFF"$4dTDR$$T$F&WF"FVFTE$T2U$T$7V"F&WF"<8$2FW'FVFFR6V6:|:6T$$T$&G\:|:6$UdDU5%DdDFW6vRv:|:6<8DTT$fFw&fF6dTDU$8|84%ETuTU4DRTD&W7<:6TDDT( 2'F&&VFFR$UdDU5%DdD'VF6'&V&##R6FVCCSbvFVVfRf( 2##scRâ&66Bwwr&WfFW7'FfBW&F6FFR&W7G&F&vVsCWV&W2FW ;76FVv3C"54cCrSS3BV&Ɩ6:|:6&Vv7FF7FGWFF6V6:|:6666"+#SsS&W&G\:|:6&6RFVw&FRFWFRW7G&:|;VW2F&Wf7FFRVF6FW7'Fff& :&&Fࠥ&Wf7FFRVF6FW7'Fff&#b +r