Revista de Medicina Desportiva Informa Julho 2017 - Page 29

com fixação com botão cortical , obtendo de forma segura , excelentes resultados estéticos e funcionais .
Bibliografia
Figura 3 - Avaliação clínica e radiográfica após dois anos de pós-operatório – retorno ao nível competitivo e funcional prévios , com elevada satisfação com o procedimento cirúrgico . Rx ( AP e perfil do cotovelo ) - sem sinais de desvio secundário ou falência do botão cortical para o sistema de suspensão do tendão distal do bicípite braquial .
derrame / hematoma associados . 12 O tratamento cirúrgico é o gold-standard e é aceite de forma consensual na literatura 6 , estando o tratamento conservador reservado para os casos de contraindicação anestésica e doentes idosos de baixa demanda funcional , uma vez que está associado a restrições nas atividades de vida diária e a défices de força muscular significativos ( 40 % de supinação do antebraço e 30 % de flexão do cotovelo ). 8 Quanto ao tratamento cirúrgico é consensual que a reinserção anatómica do bicípite distal na tuberosidade do rádio é funcionalmente superior à sua tenorrafia ao tendão do braquial anterior e que esta deve ser realizada de forma o mais precoce possível . 13 , 14 Relativamente à via de abordagem por uma ou duas incisões a literatura não é consensual 3 , 15-17 , estando publicados estudos que associam maiores taxas de complicação nervosa com uma única incisão e de sinostose radioulnar com duas incisões . 18-22 Por outro lado , Watson 17 numa revisão sistemática em 2014 refere não se encontrarem diferenças significativas em termos de complicações quando comparando a via única de abordagem com as duas vias . No nosso doente , apesar do volumoso antebraço devido à prática competitiva de halterofilismo , optou-se por uma única via de abordagem , permitindo-se de forma segura através de uma pequena incisão obter uma adequada localização do coto proximal com reduzida disseção de tecidos moles , visualizar o bordo póstero-ulnar da tuberosidade radial e obter um excelente resultado estético e funcional . Destacam-se a importância da inserção anatómica do tendão bicipital , mantendo o antebraço em completa supinação e o cotovelo com 10 ° de flexão no momento da fixação e o conhecimento anatómico do footprint do tendão distal do bicípite braquial localizado na região póstero-ulnar da tuberosidade radial , com aproximadamente 21mm de comprimento e 7mm de largura . 23 , 24 Relativamente ao método de fixação do tendão na tuberosidade do rádio , é possível a utilização de diferentes sistemas 13 , 16 , 22 , 25-27 , nomeadamente , a fixação com suturas através de túneis transosseos , âncoras ósseas , parafusos interferenciais e sistemas suspensão com botão cortical ( endobutton ) como o utilizado no caso do nosso doente . A literatura atual defende o sistema de suspensão com fixação por botão cortical como o método associado a melhores resultados de performance biomecânica quando em termos de ganho de força e diminuição de rigidez e
17 , 22 , 26 resistência à carga cíclica .
Conclusão
O tratamento cirúrgico da rotura completa do tendão do bicípite distal é o gold-standard no tratamento destas lesões , reservando-se o tratamento conservador para os doentes com contraindicação anestésica , idosos , sedentários e com baixa demanda funcional . O procedimento cirúrgico deve ser realizado de forma precoce , sendo possível através de uma única incisão a reinserção anatómica do tendão distal do bicípite braquial com sistema de suspensão
1 . Safran MR , Graham SM . Distal biceps tendon ruptures : incidence , demographics , and the effect of smoking . Clin Orthop Relat Res . 2002 ; ( 404 ): 275-83 .
2 . Kokkalis ZT , Sotereanos DG . Biceps tendon injuries in athletes . Hand Clin . 2009 ; 25 ( 3 ): 347-57 .
3 . Maciel R , Costa P , Figueiredo E , Belangero P , Pochini A , Ejnisman B . Acute distal biceps ruptures : single incision repair by use of suture anchors . Revista Brasileira de Ortopedia . 2017 ; 52 ( 2 ): 148-53 .
4 . Sutton KM , Dodds SD , Ahmad CS , Sethi PM . Surgical treatment of distal biceps rupture . J Am Acad Orthop Surg . 2010 ; 18 ( 3 ): 139-48 .
5 . D ’ Alessandro DF , Shields CL , Tibone JE , Chandler RW . Repair of distal biceps tendon ruptures in athletes . Am J Sports Med . 1993 ; 21 ( 1 ): 114-9 .
6 . Chillemi C , Marinelli M , De Cupis V . Rupture of the distal biceps brachii tendon : conservative treatment versus anatomic reinsertion-clinical and radiological evaluation after 2 years . Arch Orthop Trauma Surg . 2007 ; 127 ( 8 ): 705-8 . 7 . Miyamoto RG , Elser F , Millett PJ . Distal biceps tendon injuries . J Bone Joint Surg Am . 2010 ; 92 ( 11 ): 2128-38 .
8 . Baker BE , Bierwagen D . Rupture of the distal tendon of the biceps brachii . Operative versus non-operative treatment . J Bone Joint Surg Am . 1985 ; 67 ( 3 ): 414-7 .
9 . Ruland RT , Dunbar RP , Bowen JD . The biceps squeeze test for diagnosis of distal biceps tendon ruptures . Clin Orthop Relat Res . 2005 ; ( 437 ): 128-31 .
10 . O ’ Driscoll SW , Goncalves LB , Dietz P . The hook test for distal biceps tendon avulsion . Am J Sports Med . 2007 ; 35 ( 11 ): 1865-9 .
11 . Fitzgerald SW , Curry DR , Erickson SJ , Quinn SF , Friedman H . Distal biceps tendon injury : MR imaging diagnosis . Radiology . 1994 ; 191 ( 1 ): 203-6 .
12 . Lobo LaG , Fessell DP , Miller BS , Kelly A , Lee JY , Brandon C , et al . The role of sonography in differentiating full versus partial distal biceps tendon tears : correlation with surgical findings . AJR Am J Roentgenol . 2013 ; 200 ( 1 ): 158-62 .
13 . Greenberg JA . Endobutton repair of distal biceps tendon ruptures . J Hand Surg Am . 2009 ; 34 ( 8 ): 1541-8 .
14 . Rantanen J , Orava S . Rupture of the distal biceps tendon . A report of 19 patients treated with anatomic reinsertion , and a meta-analysis of 147 cases found in the literature . Am J Sports Med . 1999 ; 27 ( 2 ): 128-32 .
15 . Grewal R , Athwal GS , MacDermid JC , Faber KJ , Drosdowech DS , El-Hawary R , et al . Single versus double-incision technique for the repair of acute distal biceps tendon ruptures : a randomized clinical trial . J Bone Joint Surg Am . 2012 ; 94 ( 13 ): 1166-74 .
Restante Bibliografia em : www . revdesportiva . pt ( A Revista Online )
Revista de Medicina Desportiva informa Julho 2017 · 27
com fixação com botão cortical, obtendo de forma segura, excelentes resultados estéticos e funcionais. Bibliografia Figura 3 - Avaliação clínica e radiográfica após dois anos de pós-operatório – retorno ao nível competitivo e funcional prévios, com elevada satisfação com o procedimento cirúrgico. Rx (AP e perfil do cotovelo) - sem sinais de desvio secundário ou falência do botão cortical para o sistema de suspensão do tendão distal do bicípite braquial. derrame/hematoma associados. 12 O tratamento cirúrgico é o gold-stan- dard e é aceite de forma consensual na literatura 6 , estando o tratamento conservador reservado para os casos de contraindicação anestésica e doentes idosos de baixa demanda funcional, uma vez que está asso- ciado a restrições nas atividades de vida diária e a défices de força mus- cular significativos (40% de supina- ção do antebraço e 30% de flexão do cotovelo). 8 Quanto ao tratamento cirúrgico é consensual que a rein- serção anatómica do bicípite distal na tuberosidade do rádio é funcio- nalmente superior à sua tenorrafia ao tendão do braquial anterior e que esta deve ser realizada de forma o mais precoce possível. 13,14 Relativa- mente à via de abordagem por uma ou duas incisões a literatura não é consensual 3,15-17 , estando publicados estudos que associam maiores taxas de complicação nervosa com uma única incisão e de sinostose radiou- lnar com duas incisões. 18-22 Por outro lado, Watson 17 numa revisão sistemática em 2014 refere não se encontrarem diferenças significa- tivas em termos de complicações quando comparando a via única de abordagem com as duas vias. No nosso doente, apesar do volumoso antebraço devido à prática compe- titiva de halterofilismo, optou-se por uma única via de abordagem, permitindo-se de forma segura atra- vés de uma pequena incisão obter uma adequada localização do coto proximal com reduzida disseção de tecidos moles, visualizar o bordo póstero-ulnar da tuberosidade radial e obter um excelente resultado estético e funcional. Destacam-se a importância da inserção anatómica do tendão bicipital, mante )ѕɇф)ѽٕ )Ѽ)Ѽ͵ɥЁ)ѕхєɅե)酑ɕѕɼձ)ՉɽͥɅɽᤴ)єŵɥѼ)ݵɝɄ̰ЁIѥل)єѽ)ѕՉɽͥ)ٕѥɕѕ)ͥѕ̰̀ذȰԴ܀є)Ʌ́Ʌ́)鹕́Ʌͽ͕̰Ʌ͕̰̃)Ʌͽ́ѕəɕ́ͥѕ)ѥ)ѽѥ酑ͼ)ͼєѕɅɄՅ)ͥѕ)ȁѥ)ѽͽɕ)ɕձх́əɵ)Յѕɵ́)էɥ联)ɕͥɝܰȰ) )<ɅхѼɝɽɄ)фѕє̴)ххɐɅхѼ)х́Օ̰ɕ͕م͔Ʌф)Ѽ͕مȁɄ́ѕ)Ʌͥ)ͽ̰͕ɥ́)չ<ɽѼ)ɝ͕ٔȁɕ酑ɵ)ɕ͕ٕɅ́)յ鹥ɕ͕)͵ѕхє)Ʌեͥѕ(ĸ$MɅ5HɅM4х́ѕ)ɕ聥Ʌ̰ѡ)Ё͵ =ѡIЁI̸(쀠ФԴ̸(ȸ$-́iPMѕɕ́ ́ѕ)ɥ́ѡѕ̸! (Ԡ̤ܴܸ(̸$5H ф@Օɕ ɼ)@A͵єх)ɕͥͥɕȁ͔ɔ)̸I٥ф ɅͥɄ=ѽ(ȠȤ̸(и$Mѽ-4́M LMѡA4)MɝɕѵЁх́ɔ()=ѡMɜ̤(Ը$eͅɼḾ 0Q)) ȁI\Iȁх́ѕ)ɕ́ѡѕ̸(Ḿ5(ĠĤд(ظ$ 5ɥ4 ́XIɔ)ѡх́Ʌѕ聍͕مѥٔ)ɕѵЁٕ́ѽɕ͕ѥ)ɅمՅѥѕȀȁ啅̸ɍ)=ѡQɅյMɜܠԴ(ܸ$5兵ѼI͕ȁ5ЁA(х)ѕɥ̸( )ЁMɜ(ȠĤ($ ȁ  ݅Iɔѡх)ѕѡ́Ʌ=Ʌѥٕٔ)Ʌѥٔɕѵи( )ЁMɜ)ܠ̤дܸ($IձIPչȁI@ ݕ)Q)Օ锁ѕЁȁͥ́х)ѕɕ̸ =ѡIЁI̸(ܤĸ(%?eɥ͍M\ٕ́1@Q)ѕЁȁх́ѕձͥ)(Ḿ5ԠĤԴ(ĸ%靕ɅM\ HɥͽM(Eե)Mɥ х́ѕ)5H̸ͥI一(ĠĤ̴ظ(ȸ%11͕@5ȁ L-1))d Ʌ ЁQɽͽɅ䁥)ɕѥѥձٕ́ѥх)ѕѕ聍ɕѥݥѠɝ̸))H(IѝĤȸ(̸%ɕɜ)ѽɕȁх)́ѕɕ̸(!Mɜ(РĴ(и%Iх(=ɅلLIɔѡх)́ѕɕЁѥ́ɕѕ)ݥѠѽɕ͕ѥфͥ)܁͕́չѡѕɅɔ()Ḿ5ܠȤȸ(Ը%ɕ݅Hѡ݅L5ɵ) )-(ɽ͑ݕL!݅HЁM)ٕ́ՉͥѕՔȁѡɕ)єх́ѕɕ聄Ʌ)镐ɥ( )ЁMɜ(Р̤شи)Iхє Ʌ)ܹɕّѥلЀI٥ф=)I٥ф5ѥلɵ)ձ܃ ܀