Revista de Medicina Desportiva Informa Julho 2017 - Page 10

Rev . Medicina Desportiva informa , 2017 , 8 ( 4 ), pp . 8 – 11
Metodologia

Investigação

Género e Remodelagem Cardíaca Induzida pelo Exercício Físico

Dr . Paulo Dinis 1 , 2 , Dr . Hélder Dores 3 , Prof . Doutor Rogério Teixeira 1 , 4 , Dr . Joaquim Cardoso 2 , Prof . Doutor Lino Gonçalves 1 , 4
1
Serviço de Cardiologia , Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra ; 2 Centro de Saúde Militar de Coimbra ; 3 Hospital das Forças Armadas ; 4 Faculdade de Medicina Universidade de Coimbra .
RESUMO / ABSTRACT
Introdução : O género influencia a remodelagem cardíaca induzida pelo exercício físico . Objetivo : Comparar as adaptações em basquetebolistas de acordo com o género . Métodos e Resultados : Estudámos duas equipas , uma masculina ( N = 8 ) e outra feminina ( N = 9 ), no início e no fim da época , incluindo avaliação ecocardiográfica . Na equipa masculina observou-se : aumento da massa do ventrículo esquerdo ( 85.8 ± 16.2 vs . 97.4 ± 19.3 g / m 2 ; p = 0.05 ) e da espessura relativa das paredes ( 0.30 ± 0.05 vs . 0.36 ± 0.05 ; p = 0.04 ) e diminuição da deformação longitudinal global ( -19.4 ± 1.3 vs . -17.6 ± 1.8 %; p = 0.03 ). Na equipa feminina as adaptações cardíacas foram mínimas . Conclusão : A remodelagem cardíaca é frequente em basquetebolistas e mais marcada em atletas masculinos .
Introduction : Gender influence cardiac remodeling . Goal : To compare cardiovascular remodeling in basketball players of different gender . Methodology and results : We studied two basketball teams , a male ’ s team ( N = 8 ) and a female ’ s team ( N = 9 ), at the beginning and at the end of a sports season . The study included a transthoracic echocardiography . We observed in the male ’ s team an increase in left ventricular mass ( 85.8 ± 16.2 vs . 97.4 ± 19.3 g / m 2 ; p = 0.05 ) and in relative wall thickness ( 0.30 ± 0.05 vs . 0.36 ± 0.05 , p = 0.04 ) a decrease in ventricle longitudinal global strain ( -19.4 ± 1.3 vs . -17.6 ± 1.8 %, p = 0.03 ). In the female ’ s team , only scarce changes were observed . Conclusion : Cardiac remodeling was more expressive in male ’ s .
PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS
Género , exercício físico , remodelagem cardíaca . Gender , physical exercise , cardiac remodeling .
Introdução
O exercício físico intenso e prolongado está associado a modificações cardíacas descritas como “ coração de atleta ”, que se caracterizam por alterações elétricas , estruturais e funcionais . As alterações elétricas resultam , principalmente , da ativação mais pronunciada do sistema nervoso parassimpático , bem como da resposta à remodelagem estrutural . Estas alterações elétricas são identificadas no eletrocardiograma ( ECG ) em repouso , utilizando critérios bem definidos e específicos para atletas . 1 , 2 As alterações estruturais e funcionais estão associadas ao estímulo hemodinâmico imposto pelo exercício físico 3 , caracterizando- -se pelo aumento das dimensões e da massa das cavidades cardíacas e melhoria do desempenho cardíaco . 4 Estas alterações podem ser analisadas através do ecocardiograma transtorácico ( ETT ), o qual pode ser complementado com o estudo de speckle tracking , permitindo assim avaliar também a deformação da câmara cardíaca .
A remodelagem cardíaca pode ser condicionada por diversas causas , nomeadamente demográficas ou relacionadas com o tipo , intensidade e frequência de exercício físico . 5 Entre estas características , sobressai a idade , a raça e o género dos atletas . Apesar do número crescente de mulheres a praticar desporto nas últimas décadas , tanto a nível recreativo como competitivo , a evidência científica nesta população ainda é escassa .
O objetivo deste trabalho foi caracterizar e comparar a remodelagem cardíaca em atletas de duas equipas de basquetebol profissional de diferente género ao longo de uma época desportiva .
Estudo observacional e longitudinal que avaliou duas equipas de basquetebol , uma da 1 .ª divisão masculina e uma da liga feminina , no início e no fim de uma época desportiva . As avaliações decorreram durante os meses de outubro de 2015 e março / abril de 2016 .
Todos os participantes foram voluntários e deram o consentimento informado . O protocolo foi aprovado pela Comissão de Ética da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra ( protocolo de referência – 087 / 2015 ).
Avaliações realizadas
Os participantes foram avaliados com cerca de seis meses de intervalo com história clínica e exame objetivo , avaliação antropométrica e ETT . Um ECG foi realizado no início do estudo como método de rastreio cardiovascular .
A história clínica e o exame objetivo tiveram especial enfoque nos fatores de risco cardiovasculares . Os hábitos de treino , descanso e anos de prática desportiva também foram indagados .
A avaliação antropométrica realizou-se com uma balança digital com bioimpedância ( HBF510W – OMRON ® ), que permitiu determinar o peso , percentagem de massa gorda e massa muscular . A medição da pressão arterial sistólica ( PAS ) e diastólica ( PAD ) e da frequência cardíaca ( FC ) foram avaliadas por um medidor de pressão arterial de braço ( HEM 7113 – OMRON ® ), de acordo com as recomendações atuais . 6
A avaliação eletrocardiográfica foi realizada no eletrocardiógrafo NORAV ® 1200HR . A interpretação dos mesmos baseou-se nos critérios refinados . 7
A avaliação ecocardiográfica foi realizada no ecocardiógrafo Vivid 7 , GE Healthcare ® , com as diversas janelas ecocardiográficas e modalidades recomendadas pela Sociedade Europeia de Cardiologia , incluindo o estudo da mecânica miocárdica por Speckle Tracking . 8 As medições da espessura das paredes e dimensões do ventrículo esquerdo ( VE ) foram adquiridas em janela paraesternal
8 Julho 2017 www . revdesportiva . pt
Rev. Medicina Desportiva informa, 2017, 8 (4), pp. 8–11 Género e Remodelagem Cardíaca Induzida pelo Exercício Físico Dr. Paulo Dinis 1,2 , Dr. Hélder Dores 3 , Prof. Doutor Rogério Teixeira 1,4 , Dr. Joaquim Cardoso 2 , Prof. Doutor Lino Gonçalves 1,4 1 Serviço de Cardiologia, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra; 2 Centro de Saúde Militar de Coimbra; 3 Hospital das Forças Armadas; 4 Faculdade de Medicina Universidade de Coimbra. RESUMO / ABSTRACT Introdução: O género influencia a remodelagem cardíaca induzida pelo exercício físico. Objetivo: Comparar as adaptações em basquetebolistas de acordo com o género. Métodos e Resultados: Estudámos duas equipas, uma masculina (N=8) e outra feminina (N=9), no início e no fim da época, incluindo avaliação ecocardiográfica. Na equipa mascu- lina observou-se: aumento da massa do ventrículo esquerdo (85.8±16.2 vs. 97.4±19.3 g/m 2 ; p=0.05) e da espessura relativa das paredes (0.30±0.05 vs. 0.36±0.05; p=0.04) e diminuição da deformação longitudinal global (-19.4±1.3 vs. -17.6±1.8%; p=0.03). Na equipa feminina as adaptações cardíacas foram mínimas. Conclusão: A remodelagem cardíaca é frequente em basquetebolistas e mais marcada em atletas masculinos. Introduction: Gender influence cardiac remodeling. Goal: To compare cardiovascu \[[[[[\][^Y\وY\[[\Y]H[\[ΈHYYY\][X[\HX[x&\X[H N H[H[X[x&\X[H NJK]HY[[[]H[وHܝX\ۋHYH[YYH[ܘXXX\[ܘ\KH؜\Y[HX[x&\X[H[[ܙX\B[Y[X[\X\  K0LMˈMˍ0LNKH L JH[[[]]H[Xۙ\Š 0L Hˈ ͈0H KL HHXܙX\H[[XHۙ]Y[[ؘ[Z[ LNK0LK˂LMˍLK KL K[H[X[x&\X[KۛH\H[\\H؜\Y ۘ\[ێ\XXœ[[[[\[ܙH^\]H[X[x&\˂SUTPUH VUԑ‘[\^\X[\X[[[Y[H\0XXK[\\X[^\\K\XX[[[[˂[p“^\X[\X[[HۋBY\0H\XYH[YXpY\˜\0XX\\ܚ]\[8'ܘp™H]]x'K]YHH\X\^[H܂[\pY\[0]X\\]\Z\B[[ۘZ\ˈ\[\pY\[0]X\œ\[[K[\[Y[KH]]KBXZ\۝[XYH\[XB\\\[\0]X[H[™H\H0[[[Y[H\KB\[ \\[\pY\[0]X\šY[YXY\[]\[ܘ[XBPH[H\\][^[ܚ]0KB[[HY[YH\XYX\B]]\ˈ K \[\pY\\]\Z\™H[[ۘZ\\0\XY\[™\0[][[[[ZX[\œ[^\X[\X \X\^[B\H[][Y[\[Y[Y\BHX\H\]YY\\0XX\BY[ܚXH\[\[\0XXˈ \\[\pY\[H\[[KBY\]]\X\[ܘ[XB[ M˜]\ܝ]K[ܰXX U K]X[H\\[Y[YH\YBXHX[\Z][\[B][X\[X[HHYܛXpBX\H\0XXKH[[[Y[H\0XXHH\ۙX[ۘYH܈]\\]\\YXY[Y[H[[ܰYX\B[X[ۘY\H\[[YYBH\]pꛘXHH^\X[\Xˈ B[H\\\X\\X\؜\BZHHYYKHpHH[\˜]]\ˈ\\\Y\ܙ\[BH][\\H]X\\ܝ›\0[X\0XY\[H][XܙX]][\]]]B]Y0ꛘXHY[0YXH\H[p˜Z[H0H\\Kؚ]]\HX[B\X\^\H\\\H[[KBY[H\0XXH[H]]\HX\™\]Z\\H\]Y]Xٚ\[ۘ[HY\[H[\[ۙH[XB\H\ܝ]KY]XB\Y؜\X[ۘ[Hۙ]Y[[]YH][[HX\\]Z\\H\]YKBX [XHH K]\X\[[BH[XHHYH[Z[[K[X[B[HH[XH0\H\ܝ]K\˜][XpY\Xܜ\[H\[H›Y\\H]XH MHHX\˜X[H M\X\[\ܘ[B[0\[H\[Hۜ[KBY[[ܛXYˈB\ݘY[HZ\H0]XHBX[YHHYYX[HH[]\BYYHH[XH BY\ꛘXH8$  ̌ MJK][XpY\X[^Y\“\X\[\ܘ[H][XY˜H\HHZ\Y\\H[\B[H\0ܚXH0[XHH^[YBؚ]]][Xp[p]XHBU [HPHX[^Y[X[™\Y[p]H\Z[˜\[ݘ\[\H\0ܚXH0[XHH^[YHؚKB]]\[H\XX[[]YH™]ܙ\H\\[ݘ\[\\ˈš0X]HZ[\[H[™H]XH\ܝ]H[X[Hܘ[B[YY˂H][Xp[p]XBX[^K\HH[XH[[HY][H[[\Y0蛘XH LL8$“Tӈ0 K]YH\Z]]H]\ZKB\\\[Y[HHX\BܙHHX\H]\[\HYYp™H\\\X[\0XH THBX\0XH Q HHH\]pꛘXH\B0XXH Hܘ[H][XY\܈[BYYY܈H\\\X[HpŠSH LL8$Tӈ0 KHXܙ˜H\XY[pY\]XZ\ˈ H][Xp[]\[ܰYXBHX[^YH[]\pܘY“ԐU L H[\]p™Y\[\[K\Hܚ]0\[œY[Yˈ H][XpX\[ܰYXHBX[^YHX\pܘY]Y0 HX[\H0 H\]\\š[[\X\[ܰYX\H[[KBY\XY[Y\[HYYYB]\ZXHH\[XK[Z[›\YHYX蛚XHZ[\XB܈XHX[ˈ\YYpY\B\\\H\\Y\H[Y[Y\™[X[\]Y\ JHܘ[BY]Z\Y\[H[[H\Y\\[