Revista de Medicina Desportiva Informa Julho 2016 - Page 8

AHA / ACC SCIENTIFIC STATEMENT

Comentário

Eligibility and Disqualification Recommendations for Competitive Athletes With Cardiovascular Abnormalities : Task Force 13 : Commotio Cordis A Scientific Statement From the American Heart Association and American College of Cardiology
Mark S . Link , MD , FACC , Chair ; N . A . Mark Estes III , MD , FACC ; Barry J . Maron , MD , FACC ; on behalf of the American Heart Association Electrocardiography and Arrhythmias Committee of the Council on Clinical Cardiology , Council on Cardiovascular Disease in the Young , Council on Cardiovascular and Stroke Nursing , Council on Functional Genomics and Translational Biology , and the American College of Cardiology
Dr . Paulo Dinis , Dr . Lino Gonçalves Serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra – Hospital Geral Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
A American Heart Association e o American College of Cardiology ( AHA / ACC ) publicaram no final de 2015 as novas recomendações para elegibilidade ou desqualificação de atletas com patologia cardíaca . Foram abordados diversos temas , entre os quais o commotio cordis ( Task Force 13 ) 1 .
Na definição do commotio cordis refere-se que é uma entidade clínica caracterizada por um evento disrítmico primário que conduz à morte súbita , devido a um impacto brusco , não penetrante e relativamente inocente na região precordial . É importante diferenciá-lo da contusão cardíaca , já que esta última está associada a trauma e a lesão cardíaca estrutural 1 , 2 .
Foi descrito pela primeira vez em meados do século XVIII . Inicialmente pensou-se que este fenómeno era raro , mas nas últimas décadas tem sido cada vez mais reportado . Provavelmente este facto acontece , não pelo aumento da frequência , mas sim pela crescente notoriedade que cada caso representa , pois é uma das principais causas de morte súbita no jovem atleta , sendo apenas ultrapassado pela miocardiopatia hipertrófica e pela anomalia congénita das artérias coronárias 3 . O impacto psicossocial deste acontecimento , quer pela idade dos atletas , quer pela mediatização dos meios de comunicação , fez com que nos últimos anos se tenha investigado mais sobre esta condição .
A prevalência do género masculino pode ser explicada pela maior adesão dos rapazes a este tipo de desportos , mas não se pode excluir a possibilidade de existir uma componente genética que crie uma maior suscetibilidade , quer por diferenças dos canais iónicos , quer também por modificação dos mesmos pelas hormonas sexuais 2 .
Os fatores de risco são bem conhecidos . Afeta principalmente adolescentes do sexo masculino ( 95 %), sendo que a idade média se situa entre os 14 e os 15 anos 1 , 2 . Nestas idades , a parede torácica mais fina e com maior complacência torna estes jovens mais suscetíveis . O desporto onde se verifica o maior registo de eventos é o basebol 2 . No entanto , também é relativamente frequente noutros desportos , como o lacrosse , o hóquei ou o softball . Estes desportos têm um risco acrescido devido ao perigo de impacto da bola ou do disco na região precordial . Também pode ocorrer noutros desportos , nomeadamente nos de
Ref . http :// cdn . lifeinthefastlane . com / wp-content / uploads / 2010 / 05 / Comotio-Cordis-Softball1 . jpg
contacto físico e de combate , sendo o punho e o cotovelo os principais agentes desencadeantes .
A localização do impacto , a forma do objeto , o timing e a velocidade são importantes . Só os impactos que ocorrem na zona precordial é que conseguem desencadear o evento . Os objetos de forma esférica , densos e de pequena dimensão , que se dirigem perpendicularmente à parede torácica , têm mais propensão a desencadear a fibrilhação ventricular e posterior paragem cardiorrespiratória 1 . No laboratório e em modelos animais , já se demonstrou que o timing é crucial , pois os impactos que coincidem com o período vulnerável do segmento ascendente da onda T , mais precisamente entre os 10 e 30 milissegundos imediatamente anteriores ao pico da onda T , é que conseguem desencadear mais frequentemente o evento disrítmico 2 . A velocidade do impacto também é importante : as velocidades próximas dos 64 km / h são as mais perigosas , ao passo que as velocidades acima dos 80 Km / h já estão associadas a contusão cardíaca , ou seja , lesão cardíaca estrutural 2 .
A confluência dos fatores de risco supracitados , localização , orientação , velocidade e timing do impacto , em conjunto com as características do atleta jovem , com parede torácica fina e complacente , originam um aumento súbito da pressão intratorácica ,
6 Julho 2016 www . revdesportiva . pt
Comentário AHA/ACC SCIENTIFIC STATEMENT Eligibility and Disqualification Recommendations for Competitive Athletes With Cardiovascular Abnormalities: Task Force 13: Commotio Cordis A Scientific Statement From the American Heart Association and American College of Cardiology Mark S. Link, MD, FACC, Chair; N.A. Mark Estes III, MD, FACC; Barry J. Maron, MD, FACC; on behalf of the American Heart Association Electrocardiography and Arrhythmias Committee of the Council on Clinical Cardiology, Council on Cardiovascular Disease in the Young, Council on Cardiovascular and Stroke Nursing, Council on Functional Genomics and Translational Biology, and the American College of Cardiology Dr. Paulo Dinis, Dr. Lino Gonçalves Serviço de Cardiologia do Centro Hosp F RVfW'6L:&FR6'&( 27FvW&f7VFFRFRVF6FVfW'6FFRFP6'&W&6V'B766FRW&66VvRb6&Fw42V&Ɩ6&fFR#R2f2&V6VF:|;VW2&VVv&ƖFFPRFW7VƖf6:|:6FRFWF06Fv6&L:6f&Ц&&FF2FfW'62FV2VG&P2V26F6&F2F6f&6R2FVf:|:6F6F6&F2&VfW&R6RVR :VVFFFP6:66&7FW&F"VWfVFF7,:F֖6&:&VR6GW :'FR<;&FFWfFV7F''W66:6VWG&FRR&VFfVFR6VFR&Vv:6&V6&F8'FFRFfW&V6:F6GW<:66&L:6:VRW7F ;FW7L:766FG&VRW<:66&L:6W7G'WGW&"fFW67&FV&V&fWVЦVF2F<:7Vd6VFPV6R6RVRW7FRfV;6VW&&&22 ;F2L:6F2FVЧ6F6FfW2&W'FF&ffVVFRW7FRf7F6FV6R:6VVVFFg&W\:606V7&W66VFRF&VFFRVP6F66&W&W6VF2 :VF0&626W62FR'FR<;&FfVFWF6VFV2VG&76FV֖6&FFW'G,;6f6RVƖ6|:FF0'L:&26&:&327F66766FW7FR6FV6VFVW VFFRF2FWF2VW"VVFF:|:6F2V2FR6V6:|:6fW6VR2 ;F206RFVfW7FvF26'&RW7F6F:|:6bVƆ#bwwr&WfFW7'Ff@&Wf:6F|:W&67VƖFR6W"WƖ6FV FW<:6F2&W2W7FRFFPFW7'F22:66RFRW6V"76&ƖFFRFRW7F"V6VFRvV:F6VR7&RV 7W66WF&ƖFFRVW""FfW&V:v0F262;662VW"F,:Ч"Ff6:|:6F2W62V0&26WV3"2fF&W2FR&66<:6&VЦ6V6F2fWF&6VFPFW66VFW2F6W67VƖ𢃓RR6VFVRFFR:F6P6GVVG&R2BR2R3"W7F2FFW2&VFRF,:662fR6"6<:6F&W7FW2fV227W66WL:fV2FW7'FFR6RfW&f6 &Vv7FFRWfVF2 :&6V&"VFFF,: :&VFfVFPg&WVVFRWG&2FW7'F267&76R;7VVR6gF&W7FW0FW7'F2L:V&667&W66FFWfFW&vFR7FF&RFF66&Vv:6&V6&FF,:FR6'&W"WG&0FW7'F2VFVFR2FP6F7Fl:66RFR6&FR6VFVR6FfV2&60vVFW2FW6V6FVFW26Ɨ:|:6F7Ff&F&WFF֖rRfV6FFP<:6'FFW2<;227F0VR6'&V&V6&F:VR66VwVVFW6V6FV"WfVF2&WF2FRf&W6l:&6FV62RFRWVVFV<:6VP6RF&vVW'VF7V&VFR :&VFRF,:66L:2&V<:6FW6V6FV"f'&Ɔ:|:6fVG&7V"R7FW&"&vVЦ6&F'&W7&L;7&&&L;7&RVFV22:6PFV7G&RVRF֖r :7'V6227F2VR66FV6ЦW,:FgVW,:fVF6VvVF66VFVFRFFB2&V66VFRVG&R2R3֖Ɨ76VwVF2VFFVFRFW&&W06FFB :VR66VwVVЦFW6V6FV"2g&WVVFVVFRWfVFF7,:F֖6"fV6FFRF7FF,: :'FFS0fV6FFW2,;72F2cB<:622W&v6276VP2fV6FFW26F2:W7L:6766F26GW<:66&L:6R6VW<:66&L:6W7G'WGW&"6f\:6F2fF&W2FR&667W&6FF26Ɨ:|:6&VF:|:6fV6FFRRF֖rF7FV6VF626&7FW,:7F60FFWFfV6Ч&VFRF,:66fP66VFR&vЧVVVF<;&FF&VbGG6FƖfVFVf7FR6w6FVBWG2#R6F6&F26gF&p&W7<:6G&F,:66