Revista de Medicina Desportiva Informa Julho 2016 - Page 13

Tema 1

Rev . Medicina Desportiva informa , 2016 , 7 ( 4 ), pp . 11 – 13

Prova de Esforço Cardiopulmonar em Praticantes Desportivos

Dr . José Pedro Marques 1 , 2 , Dra . Diana Ferreira 1 , 3 , Dr . Marcos Miranda 3 , 4 , Dr . João Beckert 3 , 4 , 5 , 6 , Prof . Dr . João Páscoa Pinheiro 2 , 4 , 5 , 7
1
Interno complementar de Medicina Desportiva ; 2 Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra ; 3 Centro de Medicina Desportiva de Lisboa ; 4 Medicina Desportiva ; 5 Medicina Física e Reabilitação ; 6 Centro de Alto Rendimento Jamor ; 7 Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra .
RESUMO / ABSTRACT
A prova de esforço cardiopulmonar ( PECP ) mede a ventilação , o consumo de oxigénio , a produção de dióxido de carbono e a frequência cardíaca e permite monitorizar a resposta fisiológica ao exercício . As descontinuidades do comportamento linear da CO 2 e da E indicam dois limiares , que delimitam os domínios de intensidade moderado , pesado e severo . O consumo máximo de oxigénio é um parâmetro que se correlaciona com a capacidade funcional cardiorrespiratória . A frequência cardíaca é a variável fisiológica monitorizada numa PECP de utilização mais acessível no treino . A determinação do lactato sanguíneo tem uma boa correlação com o O 2
, CO 2 e E 2 e , por sua vez , com os limiares .
( CPET ) measures ventilation , O 2 uptake , CO 2 production , and heart rate , and allows the monitoring of the physiological response to exercise . The discontinuities in the linear CO 2 and E behaviour define two thresholds , that bound intensity domains into moderate , heavy and severe . is a parameter that correlates with cardiorespiratory functional capacity . Heart rate is the physiological variable monitored during a CPET most accessible during training . Blood lactate determination correlates well with O 2
, CO 2 and E and , in turn , with the thresholds .
PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS
Prova de esforço cardiopulmonar , limiares ventilatórios , domínios de intensidade Cardiopulmonary exercise test , ventilatory thresholds , intensity domains
O que é prova de esforço cardiopulmonar ( PECP )?
É um exame que permite avaliar , de forma quantitativa , as respostas cardiocirculatória , ventilatória e metabólica ao exercício . O exercício é efetuado num ergómetro ( bicicleta , tapete rolante ou simulador de remo ) que permite medir o trabalho mecânico realizado . Nestas provas é usado um equipamento para medir a ventilação E , analisar a composição dos gases , registar o eletrocardiograma e medir a pressão arterial 1 . Durante a prova os atletas utilizam uma máscara ligada a um sensor de fluxo para medir a E ( em litros / minuto ) e a um analisador de oxigénio ( O 2
) e de dióxido de carbono
( CO 2
) nos gases expirados ( Figura 1 ). Em atletas o protocolo incremental máximo é o mais utilizado . Neste tipo de protocolo o aumento sucessivo da carga é implementado até à exaustão ou até que se cumpram critérios pré-determinados para dar a prova como concluída 2 .
A prova de esforço cardiopulmonar ( PECP ) é também um exame sensível na avaliação das causas da intolerância ao exercício , que se manifesta sobretudo por fadiga , dispneia ou dor 2 :
• A fadiga muscular ocorre quando o trabalho realizado para um determinado estímulo diminui ;
Fig . 1
• A dispneia desencadeada pelo exercício é um sintoma comum em situações patológicas . Ocorre em doentes com insuficiência cardíaca , com trocas gasosas não eficientes por alteração da ventilação-perfusão , hipoxémia induzida pelo exercício ou outras perturbações ventilatórias ;
• A dor precordial , no membro superior ou no pescoço – angina pectoris – é o sintoma mais comum de isquémia do miocárdio em exercício em doentes com coronariopatia . Traduz défice do aporte de O 2 em relação às necessidades do miocárdio ;
• A claudicação intermitente manifesta-se por dor , geralmente nos músculos da perna , e é desencadeada também pelo insuficiente aporte de O 2 em relação às necessidade do músculo em exercício .
Quais as variáveis fisiológicas monitorizadas na PECP ?
A ventilação ( ), o consumo de oxigénio ( ), a produção de dióxido
2 de carbono ( ) e a frequência
2 cardíaca ( FC ) são as quatro variáveis-chave usadas para monitorizar a resposta fisiológica ao exercício , efetuado em condições controladas e obedecendo a um protocolo reprodutível 2 .
No exercício , a relação entre o
2 e o medido ao nível do ar expirado , reflete o metabolismo mus-
2
cular . A informação fornecida pelo equipamento corresponde , com um atraso mínimo , ao comportamento instantâneo destas variáveis durante a PECP 3 .
O que acontece durante uma PECP incremental ?
Numa PECP as variáveis são recolhidas de forma contínua para monitorizar a resposta fisiológica aos sucessivos aumentos de carga . O valor obtido e o momento em que ocorrem os fenómenos de interesse são próprios de cada indivíduo e sensíveis à alteração da condição física , mas o comportamento destas variáveis segue padrões conhecidos 2 . O comportamento do é ( praticamente ) linear , com
2 aumento
Revista de Medicina Desportiva informa Julho 2016 · 11
Tema 1 Rev. Medicina Desportiva informa, 2016, 7 (4), pp. 11–13 Prova de Esforço Cardiopulmonar em Praticantes Desportivos Dr. José Pedro Marques1,2, Dra. Diana Ferreira1,3, Dr. Marcos Miranda3,4, Dr. João Beckert3,4,5,6, Prof. Dr. João Páscoa Pinheiro2,4,5,7 1 Interno complementar de Medicina Desportiva; 2Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra; 3Centro de Medicina Desportiva de Lisboa; 4Medicina Desportiva; 5Medicina Física e Reabilitação; 6Centro de Alto Rendimento Jamor; 7Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. RESUMO / ABSTRACT A prova de esforço cardiopulmonar (PECP) mede a ventilação, o consumo de oxigénio, a produção de dióxido de carbono e a frequência cardíaca e permite monitorizar a resposta fisiológica ao exercício. As descontinuidades do comportamento linear da CO2 e da E indicam dois limiares, que delimitam os domínios de intensidade moderado, pesado e severo. O consumo máximo de oxigénio é um parâmetro que se correlaciona com a capacidade funcional cardiorrespiratória. A frequência cardíaca é a variável fisiológica monitorizada numa PECP de utilização mais acessível no treino. A determinação do lactato sanguíneo tem uma b ɕ<Ȱ <ȁȁȁՄٕ谁́ɕ̸( APɕٕ́ѥѥ<ȁх <ȁɽՍѥЁɅє́ѡѽɥ)ѡͥɕ͔Ѽɍ͔Q͍ѥեѥ́ѡȁ <ȁ٥)ݼѡɕ̰͡ѡЁչѕͥ䁑́ѼɅє䁅͕ٕɔ́ɅѕȁѡЁɕѕ́ݥѠɑɕɅѽ䁙չѥ丁!ЁɅє́ѡͥمɥ)ѽɕɥ APЁͥɥɅ хєѕɵѥɕѕ)ݕݥѠ<Ȱ <ȁɸݥѠѡѡɕ̸͡()A1YIL !Y-e]=IL)Aɽل͙ɑձȰɕٕ́ѥɥ̰́ѕͥ) ɑձ䁕ɍ͔ѕаٕѥѽѡɕ̰͡ѕͥ䁑()<Քɽل͙)ɑձȀA @+$մᅵՔɵєمȰ)ɵՅѥхѥل́ɕх)ɑɍձɥٕѥɥ)хͱɏ<ɏՅմɟ͵ɼ(фхєɽєԁͥձȁɕՔɵєȁ)Ʌɕ酑9х)ɽم̃ͅմեѼ)Ʉȁٕѥͅ)͕̰ͧ́ɕхȁ)ɽɑɅȁɕ)ѕɥĸɅєɽل́ѱх)ѥ酴յ͍Ʉմ)͕ͽȁἁɄȁ)ɽ̽Ѽմͅȁ)ᥟ<Ȥᥑɉ( <Ȥ͕́́Ʌ̀ɄĤ)ѱх́ɽѽɕх)᥵́ѥ酑9є)ѥɽѽյѼՍͥټɝх+ԁՔ͔յɅ)ɥɥ́ѕɵ́Ʉ)ɽلȸ()ɽل͙ɑձȀA @хմᅵ)͕ٕم́ͅ)ѽɏՔ)͔фͽɕՑȁ)ԁ+$͍ձȁɔՅ)Ʌɕ酑Ʉմ)ѕɵձդ(+$͕)ɏմͥѽմ)ͥՇՕ́ѽ̸͝=ɔ)ѕ́ՙ)ɓɽ́ͽ́ͅ)ѕ́ȁѕɇٕѥə饑)ɏԁɅ́ɉՕٕ́ѥɥ+$ȁɕɑɼɥȁԁ͍Lѽɥ̃Lͥѽ́մ)ɑ)ɏѕ́ɽɥѥQɅ聓є)<ȁɕ́ͥ)ɑ+$Ցѕɵѕє)ф͔ȁȰɅє)͍́ձ́ɹ͕хՙє)є<ȁɕ͍́ͥձɏ()EՅ́́مɧٕ́ͥ͝)ѽɥ酑́A @)ٕѥյᥟȤɽᥑ)ɉ(ɕ()ɓ ́Յɼمɧ̵ٕٔ́ͅɄѽɥ)ɕфͥ͝ɏ)ՅՕ́ɽ́մɽѽ)ɕɽٕȸ)9ɏɕɔ())ٕȁ)Ʌɕєх͵͍ձȸɵɹ)եѼɕմ)ɅͼхѼ)хх́مɧٕ́Ʌє)A @̸()<ՔѕɅєյA @)ɕх()()9յA @́مɧٕ́ɕ́ɵՄɄ)ѽɥȁɕфͥ͝)́Սͥٽ́յѽ́ɝ)<مȁѥѼՔ)ɕ́͵́ѕɕ͔)ɥ́ռ)͕ٕ̃ѕɇ)ͥ́хѼх)مɧٕ͕́ՔՕ́ȸ)<хѼ+Ʉ)ѥєȰյѼ)I٥ф5ѥلɵ)ձ؃ ܀((0