Revista de Medicina Desportiva Informa Janeiro 2018 - Page 9

A Sociedade Portuguesa de Oxigénio-Ozonoterapia e Medi- cina Regenerativa organizou, em Sesimbra, nos dias 23 e 24 de novembro, as VI Jornadas de Ozonoterapia, as quais incluíram o VIII Curso Teórico-Prático Básico de Oxigénio-Ozonoterapia e II Curso Teórico-Prático no tratamento de Feridas com ozono. Com estes cur- sos procuramos formar e credenciar médicos, enfermeiros e médicos veterinários para que apliquem estas técnicas na sua prática clínica. Contámos com a participação de colegas estrangeiros e nacionais, considerados de importância para a evolução, a implementação e o conhecimento de algumas técnicas com pouca divulgação médica. Falámos sobre o zono, da sua des- coberta e formação na natureza, da história, dos trabalhos publicados, dos efeitos terapêuticos, bioquímicos e metabólicos, da aplicação clíni- cas, das formas de administração das doses, da aplicação em diversas especialidades e da sua eficácia clí- nica. Os temas básicos das Jornadas foram oncologia, doença autoimune, saúde oral, tratamento de feridas e a importância do ozono no tratamento destas patologias como terapêutica principal e coadjuvante. Procurámos ter palestrantes com experiência que nos mostram os seus resultados e protocolos terapêuticos nestas áreas. Demonstrámos na prática a administração endovenosa, intra- muscular, paravertebral cervical e lombar, na anca e no ombro, e a ozonização de óleos e água. Sendo a administração articular a mais complexa, necessita de conhecimen- tos anatómicos, pelo que estamos a programar um curso especia- lizado para realizar brevemente complementado com um curso de ecografia que facilita em muito a sua administração. Nas especialida- des de ortopedia, traumatologia e medicina desportiva a utilização de oxigénio-ozonoterapia tem muitas indicações, nomeadamente em ten- dinites, roturas musculares, lesões de cartilagem, osteomielite, artrite sética, rigidez, fibrose articular e lesões inflamatórias e degenerativas crônicas. Mostrámos a utilização do ozono com ácido hialurónico e PRP (fatores de crescimento), a sua uti- lidade em conjunto no tratamento das lesões degenerativas e estéticas. Não esquecemos as terapêuticas convencionais. Procuramos juntar uma visão mais holística do doente, englobando intervenções de inte- resse do apoio psicológico com tera- pêutica EMDR, hipnose regressiva, dieta citogénica, interesse da hidro- colonoterapia, do diagnóstico das intolerâncias alimentares, do stress oxidativo, da termografia e da irido- logia. Constatou-se a importância da saúde oral e digestiva para a saúde geral e demonstrámos a importân- cia do uso da ozonoterapia, porque é bactericida, viricida, antifúngica e antiparasitária, imunomodula- dora como estimulante do sistema imunitário e reoxigenante e hiper- perfusional dos tecidos, melhorando a reologia do sangue. Houve práticas terapêuticas com indicações semelhantes ao ozono e com muito interesse na prática, como sejam a medicina hiperbárica e a experiência num hospital público no tratamento da dor crônica. Terminadas estás Jornadas, que consideramos muito úteis, esclare- cedoras e com interesse científico para a implementação e credibili- zação da ozonoterapia em Portugal, começamos a organizar as próxi- mas Jornadas, que se irão realizar no Norte do país e que terão como temas principais a medicina despor- tiva, a ortopedia e a traumatologia, a dor crónica e saúde oral. Convida- mos desde já a médicos, enfermeiros e médicos veterinários que quei- ram participar e que nos mandem comunicações livres para publicar no sítio da Sociedade Portuguesa de Oxigénio-Ozonoterapia e Medicina Regenerativa e que se façam sócios para sermos cada vez mais e mais fortes. Consulte o nosso site em: www.spozonoterapia.pt Obrigado e bem-hajam. Dr. J. João Gonçalves, Presidente Revista de Medicina Desportiva informa janeiro 2018 · 7