Revista Crea-SP | nº 11 - Page 28

SAÚDE VEJA COMO SE CUIDAR NO VERÃO FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR FPS Aproveite o verão SEM DESCUIDAR DA PELE Estação mais quente do ano, o verão começa ofi cialmente em 21 de dezembro e termina em 20 de março. No período os cuidados para proteger a pele contra a ação do sol – e outros problemas que o calor pode causar – devem ser redobrados, já que uma das caracterís cas da estação são os dias mais longos e as noites curtas. A princípio, os cuidados devem começar com o uso intenso do protetor solar, que precisa ser aplicado diariamente, seja em momentos de lazer ou de a vidades do co diano. A incidência de raios solares sobre a Terra é mais intensa no verão, podendo causar problemas como queimaduras e envelhecimento precoce da pele, além de potencializar as chances de câncer. Especialistas recomendam ainda evitar procedimentos esté cos à laser ou com produtos manipulados nessa época, porque podem formar manchas na pele. O protetor é indispensável em qualquer estação do ano; todos os tons de pele precisam de proteção contra o sol. ◘ No verão, quando é comum as temperaturas passarem dos 30°C, é recomendado o uso de protetores de, no mínimo, fator 30 como forma de blindagem aos raios ultravioletas. O recomendável é aplicá-lo antes da exposição solar e reaplicá-lo a cada duas horas ou após um longo período no mar ou na piscina. Para pessoas que têm transpiração excessiva, é recomendado o mesmo tempo de aplicação. QUANTIDADE CORRETA DE APLICAÇÃO No rosto, cabeça e pescoço é recomendado que a quan dade de fi ltro solar seja o equivalente a uma colher de chá. Por outro lado, na região do tronco – na frente e atrás – e nas pernas, o ideal são duas colheres de chá do produto. No couro cabeludo ou em lugares com maior quan dade de pelo, a melhor opção são os protetores solares de spray. PROTEÇÃO EXTRA Para evitar outros problemas com o sol é recomendável ainda o uso de roupas claras e leves, chapéus, bonés e óculos escuros, além de evitar a exposição solar entre as 10h e 16h. Beber água, sucos naturais e água de coco, e usar cremes de hidratação corporal contribuem diretamente na prevenção contra os raios ultravioletas, responsáveis por problemas como brotoejas, manchas e sardas brancas, acne solar, rugas e câncer de pele. QUEIMADURAS SOLARES A orientação é procurar um médico para que sejam avaliados o grau, a extensão e o estado geral do paciente. Há diversos tratamentos para queimaduras, como os cremes calmantes e refrescantes para aliviar a dor, à base de calamina, cânfora, mentol e aloe vera (também conhecida como babosa), além de hidratação corporal, analgésicos, cor coides e placas de silicone. Mas apenas as medicações não bastam. Não se deve “puxar” o pedaço de pele que está descascando, para que a área lesionada se recupere naturalmente e não deixe marcas. PELE OLEOSA MICOSE Para controlar o suor e a oleosidade da pele, é importante ingerir bastante líquido, usar um protetor indicado ao po de pele, como os com base aquosa ou em gel, e sempre lavar o rosto com o sabonete adequado. Doença causada pela perda de pigmento na pele, a micose exige cuidados redobrados. Para prevenir-se da infecção, é necessário secar muito bem os pés após o banho, principalmente nas dobras da pele; evitar andar descalço em pisos úmidos, como pisos da área de banho e decks de piscina; e controlar o uso de calçados fechados. Fonte: Máquina da Comunicação Ltda., Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD e Portal Tua Saúde 28 | R E V I S T A CREA-SP R E V I S T A CREA-SP | 29