Revista Crea-SP | nº 10 - Page 24

CULTURA Num passeio pelo centro de São Paulo é possível perceber vários períodos histó- ricos da cidade. Ao passar pelas diversas construções espalhadas pelas ruas do centro, podemos perceber a evolução da cidade a par r de seus casarões, pequenos prédios e grandes edi cios que se torna- ram símbolos do progresso da principal capital econômica do país. O edi cio Mar nelli (1929), um dos primeiros arranha-céus de São Paulo, por muitos anos considerado um dos mais altos do país; o Edi cio Copan (1951), idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o Edi cio Itália (1965), com uma bela vista da cidade em seu F W C H conhecido terraço, o Edi cio Al no Arantes (1947), também conhecido como o prédio do Banespa e hoje transformado num espaço de cultura e lazer - com novo nome, Farol Santander - são alguns exemplos de construções que se destacam na paisagem urbana da cidade, além do Teatro Municipal inaugurado em 1911, cartão postal da capital. O centro de São Paulo oferece muito lazer e cultura para quem ver interesse em passear um pouco por suas ruas, que oferecem muitas opções: exposições, shows musicais, palestras, feiras de arte e artesanato. E o melhor de tudo: muita coisa de graça. : A FOTOLABOR Fotografi as, álbuns e cartões-postais recuperam a história do fotógrafo alemão Werner Haberkorn, que registrou intensamente a cidade de São Paulo na década de 1950. Seu negócio fotográ- fi co, conhecido pela marca Fotolabor, funcionou por mais de 50 anos na cidade de São Paulo. De início, o estúdio da Fotolabor localizava-se na Avenida São João, 282, um dos principais endereços comerciais da cidade à época. Ali eram desenvolvidas fotocópias, além da produção de imagens para catálogos de empresas industriais e comerciais. Ainda no inicio de 1940, a Fotolabor passou a editar cartões- postais fotográfi cos para atender a demanda crescente do produto com a urbanização da cidade, industrialização e migração. O fotógrafo faleceu em julho de 1997, aos 90 anos, deixando importante coleção de imagens que hoje integra o acervo do Museu Paulista. Saiba mais: h p://www.fotolabor.com.br/Index.html 24 | R E V I S T A CREA-SP C B B O CCBB São Paulo ocupa o prédio construído em 1901 na Rua Álvares Penteado, nº 112, na esquina com a Rua da Quitanda. Localizado no coração histórico da cidade, numa via hoje de pedestres, o edi cio foi comprado em 1923 pelo Banco do Brasil. Em 1927, após uma reforma projetada pelo arquiteto Hippolyto Pujol, tornou-se o primeiro prédio próprio do Banco do Brasil na capital. A construção foi inteiramente reformada para abrigar o CCBB São Paulo. Os elementos originais foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais signifi ca vos exemplos da arquitetura do início do século. Inaugurado em 21 de abril de 2001, o CCBB São Paulo é o terceiro museu/centro cultural mais visitado no país e o 65º no mundo, de acordo com um ranking de 2013 da publicação inglesa The Art Newspaper. A programação é variada: tem cinema, palestras, teatro, shows e, especialmente, exposições com o que há de melhor no mundo das artes e dos mestres da pintura. A entrada é gratuita. Programação: h p://culturabancodobrasil.com.br/ programacao/sao-paulo C Colaboração: André Maschie o (Biblioteca) C C Inaugurada em 1989, a Caixa Cultural São Paulo está localizada na Praça da Sé, no Edi cio Sé, erguido em 1939 para ser a sede da Caixa Econômica Federal de São Paulo. Trata-se de um prédio histórico, tombado, um belo exemplo de como eram as agências bancárias naquele período. No térreo do edi cio, logo na entrada, os visitantes têm serviço de internet. Ali também se encontram as galerias Florisbela de Araújo Rodrigues e D. Pedro II, além do Grande Salão, onde são realizados espetáculos de dança, teatro, shows, debates, leituras dramá cas e palestras. O Museu da Caixa fi ca no 6º andar e conta com instalações originais, preservadas desde a sua fundação. O mais interessante ao visitar o museu é conferir a evolução dos equipamentos u li- zados no trabalho bancário, os diferentes pos de calculadoras, máquinas de escrever, telefones, enfi m, muito do que os mais velhos viram e que hoje já fazem parte da história. Tem também o material relacionado aos sorteios da Loteria Federal, como um globo gigante onde são colocadas as bolinhas numeradas para a realização do sorteio. A CAIXA Cultural São Paulo fi ca per nho do Metrô Sé e tam- bém do CCBB. As a vidades também são de graça e sempre tem uma exposição ou um show bacana para ver. Acompanhe a programação pelo site h p://www.caixacultu- ral.com.br/SitePages/unidade-programacao.aspx?uid=9 Um passeio pelo centro antigo de São Paulo R E V I S T A CREA-SP | 25