Revista Crea-SP | nº 06 - Page 12

SERVIÇOS Lazer nas horas vagas Como a música permeia vários momentos da vida pessoal e profissional do nosso entrevistado, não é de admirar que muitos sejam seus ídolos nesse setor. Legião Urbana, Raul Seixas, Tim Maia, Toquinho, Jota Quest, Pato Fu, Oswaldo Montenegro, Nando Reis, AC/DC, Beatles, Rolling Stones, Queen, Eric Clapton, Men at Work, Dire Straits... A lista é grande. “Música pra mim, depende muito do momento. Tem momento para rock, para MPB, pop, sertanejo, samba, etc. Mas escuto mais rock mesmo”, informa. No cinema, “sempre gostei de aventura, ação e comédia romântica. Desde Indiana Jones, De Volta para o Futuro, Forrest Gump, Máquina Mortífera, até os mais novos, com Adam Sandler e Ben Stiller. Também curto animações, as quais muitas assisti com meus filhos, como Procurando Nemo, Toy Story, Madagascar e Rio”. Já no esporte, os ídolos são Guga, Oscar Schmidt, Ayrton Senna, Marcos (ex-goleiro do Palmeiras) e Michael Jordan. Não por acaso, “na literatura, ultimamente tenho gostado muito de biografias de músicos e esportistas. Mas adoro um bom suspense, com ação, que traz entretenimento, cultura e conhecimento. Li todos os do Dan Brown. Também curto infanto-juvenis: li todos os do Harry Potter, Percy Jackson, As Crônicas de Nárnia. Quando precisei ficar afastado, em razão de uma cirurgia por rompimento do tendão-de-Aquiles, li muitos daquela Coleção Vaga-Lume. Bom demais”. Todas essas atividades também acabam refletindo em seu dia-a-dia profissional: “Acredito que o fato de tocar violão, ler e praticar esportes ajuda a exercer essa atividade de fiscalização, auxiliando na concentração, na paciência, na memória, na organização, na compreensão de textos (leis e resoluções), além de reduzir o estresse e ajudar na sociabilidade”, diz. Filho do meio de uma família de três irmãos, Fábio também formou um núcleo para chamar de seu: casou-se em 2004 e, de sua união com a esposa Silvana, nasceram Jéssica e Cauê, hoje respectivamente com 13 e 12 anos. Nos momentos de lazer, a família gosta mesmo é de ir ao encontro da natureza: montanhas, cachoeiras e trilhas estão sempre no roteiro. A POR JORNALISTA PERÁCIO DE MELO 12 | R E V I S T A CREA-SP Meu INSS: seus benefícios na tela do celular “Enquanto você se esforça pra ser Um processo legal e chegar ao final A Lei do seu lado punindo o infrator Em ato processual sempre por um fiscal” Processo Beleza (Paródia – Maluco Beleza – Raul Seixas) “Porque o SEI pode estar do seu lado O terror e pavor é quando o sistema falha É torcer e rezar pra que a Internet não caia” O SEI do seu lado (Paródia – Do seu lado – Jota Quest) Esqueça as longas horas na fila: o aplicativo Meu INSS é o mais novo programa de atendimento do Instituto Nacional de Seguridade Social, destinado a todos os contribuintes (inclusive os já aposentados). A nova ferramenta agiliza o atendimento – solicitações que antes demoravam cerca de 60 dias para a sua conclusão agora, com o uso do aplicativo, podem ser atendidas em um dia – e o melhor: tudo ao alcance do seu smartphone. Para fazer consultas e agendamentos, os segurados devem se cadastrar no sistema: basta acessar o endereço eletrônico meu.inss.gov.br e informar alguns dados – nome completo, CPF, data de nascimento, nome da mãe e Estado de nascimento, além de responder perguntas para confirmar a sua identidade. Depois é só “logar” e utilizar o aplicativo. O programa disponibiliza uma série de serviços digitais e permite que os segurados acessem o site de uma forma segura e ágil, diferentemente do que acontecia no site do Dataprev, que não respondia de forma rápida e adequada à situação, resultando em erro nas buscas. No Meu INSS o cidadão pode buscar os seguintes serviços: • fazer requerimento de aposentadoria e outros benefícios previdenciários, como auxílio-doença, auxílio-reclusão e salário-maternidade; • acessar o CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais, que reúne uma série de dados sobre a vida laboral do trabalhador, como períodos trabalhados, salários recebidos e valores das contribuições; • enviar on-line documentos necessários; • visualizar extratos de pagamento; • consultar revisão de benefício. Fonte: INSS (sugestão da analista Elci de Almeida Soares Silva – DCO/SUPCEV) R E V I S T A CREA-SP | 13