Revista Crea-SP | nº 01 - Page 15

material . Trate-se com carinho . Siga sua direção e seja grato . E , pensando nisso , lembrei-me sobre o tratado de gratidão de São Tomás de Aquino . Segundo esse tratado , há três níveis de gratidão : um nível superficial , um nível intermediário e um nível mais profundo . O superficial é a etapa do reconhecimento ... Reconhecimento intelectual , do nível cerebral , cognitivo . O segundo nível é o do agradecimento . Dar graças a alguém por aquilo que esse alguém fez por nós . O terceiro nível , mais profundo , do agradecimento , é o nível do vínculo , é quando nos sentimos vinculados e comprometidos com as pessoas .
Tendo isso em mente e analisando os idiomas , percebemos que em inglês ou em alemão se agradece no nível mais superficial de gratidão : thank you ou zu danken , são agradecimentos no plano intelectual . As línguas europeias agradecem no nível intermediário de gratidão : merci quer dizer dar uma mercê , dar uma graça por aquilo que você me deu . Ou gracias , em espanhol , ou grazie , em italiano .
Só no português ( que eu saiba ) é que se agradece com o terceiro nível , o mais profundo , do tratado de gratidão . Nós dizemos obrigado . E obrigado quer dizer isso mesmo : estou obrigado perante vocês . Estou vinculado a vocês , de todo meu coração !
Assim , agradeço imensamente a Deus por ter me conduzido calmamente a esta casa e a vocês . Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo o propósito debaixo do céu . ( Eclesiastes 3:1 )
Grande início de ano a todos nós ! Beijocas carinhosas !

Cinco dicas para quem vai usar a grana extra para reformar a casa

1

Foque em prioridades : muitas vezes as pessoas acabam não concluindo uma reforma por querer fazer tudo ao mesmo tempo . É muito importante definir o que precisa ser feito primeiro ou , no caso de uma reforma em toda a casa , definir diferentes etapas dividindo o processo por cômodos . Assim a probabilidade de que uma obra seja feita pela metade ou não seja concluída diminui consideravelmente . Quando há essa divisão , também é possível melhorar o controle do material que será gasto , além de facilitar a definição de prazos e valores para mão de obra .

2

Reúna referências : para não ter decepções , surpresas e nem desperdícios durante a reforma , é sempre bom buscar referências do que se quer fazer . Isso ajuda não só a diminuir as dúvidas ou indecisões sobre um revestimento , um móvel ou uma paleta de cores , como também ajuda a orientar o profissional que estará conduzindo a obra . Aplicativos como o Pinterest , por exemplo , são ótimas opções para reunir imagens de referência e auxiliar os profissionais envolvidos a chegarem o mais próximo possível da ideia inicial que foi proposta .

3

Elabore um cronograma : quando se fala em reforma , a organização do tempo é fundamental para evitar dores de cabeça . Na maior parte das vezes , a obra é realizada com as pessoas morando naquele ambiente , portanto , definir datas e prazos de finalização minimiza a probabilidade de que os profissionais levem mais tempo que o planejado para executar suas tarefas . Nessa hora vale criar uma agenda para que a programação da reforma esteja disponível visualmente para que todos os envolvidos estejam sempre atentos e atualizados .

4

Procure por indicações de profissionais : esse é outro detalhe que evita muita dor de cabeça por aí e faz total diferença na hora da reforma . Contar com profissionais indicados por amigos e família aumenta as garantias de que o resultado sairá conforme o esperado , além de diminuir as chances de ter a obra interrompida . Também é importante conhecer o ‘ portfolio ’ de cada profissional a ser contratado . Um bom marceneiro , por exemplo , é imprescindível para que os móveis do espaço tenham acabamento de alto padrão . Se a reforma tiver maior proporção e envolver qualquer alteração de estrutura , também é necessário procurar um engenheiro , que é o profissional indicado e habilitado para orientações sobre o projeto .

5

Pesquise materiais : atualmente existem diversos tipos de materiais que podem dar cara nova para o ambiente sem a necessidade de quebra-quebra e com economia . É o conceito retrofit , que já se difundiu pelo País afora e consiste em adaptar , customizar , melhorar ou modernizar espaços / objetos .
Divulgação : Burson-Marsteller Brasil
creaspemrevista | 15