Relatório Regão Serrana - CDDHC Nov. 2014 - Page 9

II. Violações decorrentes da pouca efetividade dos governos pós-tragédia A seguir apresentamos as principais questões em cada município. Partimos tanto dos relatos dos moradores como de informações expostas na audiência pública realizada no dia 20 de maio de 2014. No município de Nova Friburgo, visitamos o bairro de Córrego d’Antas. Lá, foi possível observar problemas não apenas relacionada às obras dos rios e ao processo de remoções de famílias, mas também às condições das escolas na localidade. Destacamos as seguintes questões: . . Para as famílias que tiveram suas casas interditadas, foi oferecida indenização e aluguel social de R$500,00. As indenizações não correspondem aos investimentos realizados pelas famílias e ao valor venal dos imóveis, de acordo os moradores. Vimos casos de famílias que já desocuparam suas casas que hoje moram de aluguel no mesmo bairro e desembolsam valor superior que o beneficio oferecido pelo governo. Os que não aceitam as condições da indenização e o aluguel social estão no aguardo de uma decisão que não os coloque em prejuízo ainda maiores. Contudo, a espera por uma definição empurra os moradores em uma situação de incerteza, provocando assim diversos problemas de saúde. O processo de interdição do imóvel é uma auto-declaração por parte dos moradores, e não um laudo técnico emitido por órgão competente – defesa civil e secretaria do meio ambiente. F.2 Comunidade Córrego d’Antas em Nova F.2 Friburgo 9