Preview dos produtos 56b0abdf868fb518018292pdf - Page 6

FATOS QUE AINDA NÃO CONTEI a vontade Dele, expressa nas palavras das Escrituras, nos ditames da consciência e nos deveres do próprio estado de vida. 3) O desejo de realizar a vontade de Deus levou Chiara a se perguntar: “Onde encontramos indicada a vontade de Deus?” Foi instintivo tomar em mãos o Evangelho. Procurando atuar as indicações de Jesus ali contidas, Chiara e suas primeiras companheiras constataram a fidelidade de Deus em cumprir o que prometera por meio delas. O efeito era uma grande alegria, um desejo enorme de “serem” aquelas palavras vivas, de adquirirem o modo de pensar, de julgar e de agir do próprio Jesus. Desde então, consolida-se, no Movimento, o costume de escolher periodicamente uma frase das Escrituras acompanhada de um comentário que ajude na sua compreensão e atuação no dia a dia. As pessoas procuram viver aquela frase por um tempo (atualmente, um mês); em seguida, escolhe-se outra. É a “Palavra de Vida”, hoje traduzida em noventa línguas e distribuída em todos os países onde o Movimento está presente. Desde cedo, constataram a importância de também comunicarem-se reciprocamente as experiências vivenciadas sob a inspiração da Palavra, para a mútua ajuda e encorajamento. 4) Em coerência com as palavras de Jesus, que considera feito a si o que fazemos aos nossos irmãos, homens e mulheres (cf. Mt 25,40), o quarto ponto da Espiritualidade da Unidade convida a “reconhecer Jesus” em cada pessoa, ou seja, a tratá-la com a maior consideração possível, como alguém que é amado por Deus como nós o somos. 5) O amor torna-se perfeito quando se torna mútuo, quando é a atuação do mandamento típico de Jesus: “Amai-vos 14