Preview dos produtos 56b0abdf868fb518018292pdf - Page 3

INTRODUÇÃO a Em 1944, Ginetta conheceu Chiara Lubich. Com algumas jovens, ela estava iniciando uma experiência singular que – sem elas mesmas terem plena consciência disso – amadureceria numa nova obra na Igreja Católica: o Movimento dos Focolares. Não apresentaremos aqui uma descrição da história e da estrutura desse Movimento, principal campo de atuação de Ginetta a partir do encontro dela com Chiara e do qual é co-fundadora no Brasil, aonde chegou em 1959. Para tanto, remetemos o leitor ao já citado Ginetta: Uma vida pelo Ideal da unidade e a outras publicações do Movimento, bem como ao site deste2. Mas voltemos à pergunta inicial: Por que um novo livro sobre Ginetta? Propomos duas respostas: Uma primeira: o papa Paulo vi afirmava que “hoje o mundo ouve mais as testemunhas do que os mestres”. De modo especial, os jovens estão à procura de exemplos para neles se espelharem e terem uma orientação para a vida. No nosso entender, Ginetta Calliari é uma dessas pessoas capazes de encantar, fascinar; ela continua a impulsionar a não ter medo de professar a fé cristã em uma sociedade que insiste em relegar Deus da vida pública e privada. Aliás, ela mostra o fascínio da coerência com os valores do Evangelho nas pequenas e grandes coisas da vida e quanto ser discípulo de Jesus torna as pessoas realizadas e construtoras de um mundo fraterno. 2 www.focolares.org.br 11