MundoH54 - Page 6

MOÇAMBIQUE
H .: Qual pensas que será o impacto deste projeto na população da Ilha de Moçambique ? M .: O impacto deste projeto na Ilha de Moçambique será imensurável , pois existem poucas intervenções a serem desenvolvidas por Organizações Não Governamentais na componente da Nutrição . O mesmo também se passa na parte agrícola , ao intervir nestas componentes , dotando as comunidades de conhecimento teórico-prático , para que mesmo depois do fim do projeto , possam continuar com a prática de uma agricultura ecológica . As formações aos profissionais de Saúde e visitas de apoio na monitorização do estado nutricional das mulheres grávidas e lactantes e crianças menores de 2 anos irão fornecer as ferramentas necessárias , para que possam dar continuidade à execução de uma melhor avaliação do estado nutricional e prestação de recomendações alimentares corretas .
H .: Podes contar alguns mitos e curiosidades no âmbito da nutrição ou da agricultura , que tenhas aprendido na Ilha ? M .: Quanto à parte nutricional , destacamos vários mitos . Referem que o consumo de ovo durante a gravidez torna as crianças carecas ; durante a fase de gestação , a mulher não pode ingerir cana-de-açúcar , senão a mesma terá dificuldades durante o trabalho de parto ; a mulher grávida não pode comer alguns tipos de peixe , como é o caso do Xipulumpulo , senão o tempo de gestação será muito maior em relação ao normal ( 36 semanas ); a gestante não pode comer ananás , sob risco de o seu bebé nascer com problemas dermatológicos ; ao longo da gravidez , a gestante não pode ingerir carne de cabrito , pois isto poderá acarretar atrasos no desenvolvimento do feto e demora na queda do cordão umbilical ; durante a amamentação , a lactante não pode consumir manga verde , sob risco de a criança ter diarreias !... los , devido à sua capacidade de resistência à falta de água . O baixo nível de pluviosidade ao longo do ano , a presença de solos arenosos na maior parte do território do Distrito e , além disso , o trabalho com comunidades sem nenhum histórico de produção , obriga a ter resultados imediatos , o que pode ser difícil , tendo em conta os factores anteriormente referidos .
Quanto à parte agrícola , algumas pessoas referem que não podem produzir a moringa nas suas casas , pois esta planta pode trazer doenças para as pessoas que residem nela . Nas comunidades rurais ao longo de Moçambique , a maior parte das pessoas dedica-se à produção agrícola , mesmo que seja a uma escala menor mas , no Distrito da Ilha de Moçambique , encontramos várias pessoas a referirem que nunca pegaram numa enxada , ou seja , nunca praticam agricultura .