MundoH54 - Page 13

“ ter um Bilhete de Identidade significa cidadania , significa ser alguém , ser identificado e ter os seus direitos perante a lei ” a emissão de Certidão de Nascimento e BI ( emissão e renovação ) de 263 crianças assistidas pelo Karibu ( a quantidade prevista para os dois anos de projeto , era de 220 ) e , além disso , também dos seus familiares , totalizando o apoio a 665 pessoas .
1� apenas com a roupa do corpo . O resto dos seus pertences , o fogo encarregou- -se de levar ! Uma vez recomeçando a nova vida , ter uma Certidão de Nascimento e / ou Bilhete de Identidade significa cidadania , significa ser alguém , ser identificado e ter os seus direitos perante a Lei . Para as crianças , significa ter um nome oficial e não apenas ser reconhecida por sua alcunha . Em Cabo Delgado , é muito comum as crianças pensarem que o seu nome verdadeiro é o seu “ nome de família ” ( alcunha , que a família designa para a criança ) e , até mesmo na escola , não sabem identificar o seu nome de registo . Para além disso , a documentação é requisito para que se ingresse no Ensino Secundário . Na tentativa de resolver este problema , muitos foram os desafios para reunir as entidades governamentais competentes . A logística para mobilizar um grande número de crianças para registo , que exigiam recursos humanos e equipamento técnico , fez-nos deparar com um entrave . Mas , foi graças ao projeto Caravana Jurídica financiado pelo ACNUR
( Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados ) e implementado pela nossa parceira UCM ( Universidade Católica de Moçambique ) que , dos dias 16 a 19 de agosto , foi possível resolver

“ ter um Bilhete de Identidade significa cidadania , significa ser alguém , ser identificado e ter os seus direitos perante a lei ” a emissão de Certidão de Nascimento e BI ( emissão e renovação ) de 263 crianças assistidas pelo Karibu ( a quantidade prevista para os dois anos de projeto , era de 220 ) e , além disso , também dos seus familiares , totalizando o apoio a 665 pessoas .

Ao lado do Gabinete Karibu , na Sede Administrativa do Bairro de Mahate , foi criado um espaço , com 5 tendas e uma equipa de 30 pessoas , para atender de forma organizada e evitar aglomerações . Através da Caravana Jurídica , foi possível apoiar todos os nossos beneficiários pertencentes aos distritos de Muidumbe , Quissanga e Mocímboa da Praia ( únicos Distritos cujas Conservatórias estiveram presentes ), que necessitassem destes serviços . Para além dos documentos , o projeto também prestou assessoria jurídica às famílias que dela necessitassem . Após os dias destinados aos beneficiários do Karibu , a Caravana permaneceu no bairro , apoiando os demais deslocados internos , totalizando o apoio a 6 mil pessoas . Mais do que uma mobilização para emitir documentos , o apoio da Caravana Jurídica também significou um grande passo e uma grande vitória para os novos membros do bairro de Mahate . O nosso muito obrigado ao ACNUR e à UCM , por garantir este direito !