JUNHO 2020 - Page 7

A ação faz parte é uma resposta aos haters, que atacam a empresa que apoia a Parada LGBTQIA+ de São Paulo há três anos. "Transformar essa intolerância em uma mensagem positiva para a comunidade é uma oportunidade de reforçar nossa crença em uma sociedade igualitária e livre de preconceitos", reforça Ariel Grunkraut, vice-presidente de Marketing e Vendas do BK.

A DIGEO (proprietária das marcas Johnnie Walker, Smirnoff, Ypióca e Tanqueray) doará 20% das vendas destes produtos para a Casa 1. Segundo a empresa, a ação é dentro do projeto Pride Week, no site thebar.

Engajada pelo funcionário que atua nas redes sociais da empresa, a Mobly - startup que vende móiveis e itens de decoração - doará 10% dos lucros para a Casa 1. "A Mobly se identifica com a missão da Casa 1 e tem a preocupação de praticar no seu dia-a-dia a ideia de que o jeito certo de viver é o jeito de cada um", explica Letícia Arismendes, head de comunicação da Mobly.

A C&A, através do Instituto C&A, apoia empresas como Coletivo Trans Sol e o Coletivo Tem Sentimento, que atuam em prol de pessoas em situação de vulnerabilidade social, com aportes financeiros, reforçando o compromisso contínuo da companhia com o tema.