JUNHO 2020 - Page 12

preconceito

escancara sua

transfobia

presidente da Embratur,

Gilson Machado, expôs

falas transfóbicas e preconceituosas nesta semana ao participar de uma live ao lado da Ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damaraes Alves. Durante a transmissão, realizada no Facebook, eles disse que a peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu quer "impor a sua sexualidade perante a maioria de cristãos brasileiros", classificando o espetáculo como "abominável".

A fala se deu, quando os dois falaram sopbre a peça protagonizada por Renata Carvalho ter participado de um financimaneto público. Para a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, o presidente da Embratur usou suas convicções religiosas, 'mostrando desconhecimento sobre a comunidade LGBTI+': "Como presidente da agência que promove o turismo brasileiro, qualquer declaração de Gilson Machado terá impacto direto no setor. Além de mostrar desconhecimento sobre a comunidade LGBTI+, suas palavras atacam de forma direta a promoção do turismo LGBTI+ no Brasil e causa regressão em todo o trabalho desenvolvido por entidades como a Câmara LGBT em desenvolver nosso país como um destino acolhedor. Nossa entidade repudia qualquer fala preconceituosa e irresponsável, ainda mais quando parte de uma figura pública ligada ao turismo", declara Ricardo Gomes, presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil.

.

Vivamus scelerisque massa vel consectetur aliquet. Quisque libero libero, congue eget mi in, efficitur posuere est. Cras justo sem, hendrerit a tempus eget, porttitor id justo. Nam ac nisi vitae quam eleifend hendrerit a nec elit. Nulla sagittis posuere tortor, nec semper ex dictum a. Etiam felis eros, congue non arcu. Etis atis animatis amatis.

O

promove o turismo brasileiro, qualquer declaração de Gilson Machado terá impacto direto no setor. Além de mostrar desconhecimento sobre a comunidade LGBTI+, suas palavras atacam de forma direta a promoção do turismo LGBTI+ no Brasil e causa regressão em todo o trabalho desenvolvido por entidades como a Câmara LGBT em desenvolver nosso país como um destino acolhedor. Nossa entidade repudia qualquer fala preconceituosa e irresponsável, ainda mais quando parte de uma figura pública ligada ao turismo", declara Ricardo Gomes, presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil.

PALAVRAS JOCOSAS

Machado usou ainda palavras jocosas e preconceituosas o tempo todo, falando que "nada contra quem usa seu orifício rugoso infra lombar para fazer sexo", sem citar o público LGBTQIA+ e o pior, não teve qualquer contestação da Ministra dos Direitos Humano, Damares Alves.

12

DIVEMAGAZINE.COM MARCH 2017

sexo", sem citar o público LGBTQIA+ e o pior, não teve qualquer contestação da Ministra dos Direitos Humano, Damares Alves.

Segundo a Comissão LGBTI+, a fala de Machado pode prejudicar a retomada do Brasil, na crise que atravessamos com o Covid-19. "Em um momento em que o turismo começa a pensar na retomada do setor, responsável pela geração de milhões de empregos, e que o turista LGBTI+ se destaca como um dos que será mais importante nesse momento, é desastrosa a fala do presidente da Embratur.

Apesar de não refletir o sentimento de toda a população brasileira, atinge a promoção do destino Brasil de forma direta por seu papel institucional", completa o presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil.

Segundo pesquisa do Associação Internacional de Turismo LGBTI+ (IGLTA), o turista LGBTQIA+ será um dos primeiros a retomarem as viagens quando a pandemia passar. "Nossa pesquisa comprovou que o turista LGBTI+ sairá na frente na retomada. Essa fala do presidente da Embratur sinaliza que nosso país irá perder espaço frente a outros destinos que já entenderam a importância do segmento LGBTI+, especialmente nesse momento em que vivemos", analisou Clovis Casemiro, representante da IGLTA no Brasil.

presidente da embratur