Intelligent CIO LATAM Issue 13 - Page 82

PALAVRA FINAL

Duas chaves para integrar um funcionário 100 % remoto

Agustina Guerreiro , diretora de Recursos Humanos da Making Sense , explica os fatores que o setor de TI deve estar atento ao contratar funcionários remotos

Quando a sociedade foi obrigada a se adaptar ao trabalho remoto , o setor de TI já havia trilhado esse caminho . O trabalho distribuído era popular e , neste contexto , esta metodologia tornou-se a mais utilizada , mas não quer dizer que não houvesse desafios .

Pelo contrário , a rotatividade de pessoal e a necessidade constante de novos talentos levantaram a questão de como transmitir a cultura organizacional para quem nunca trabalhou fisicamente na organização ou para quem nunca o fará . Todas as regras costumavam dizer que uma boa integração começa por conhecer a equipe , desenvolver laços e confiança .
No modelo anterior , a cultura era algo que se espalhava desde o momento em que você entrava no prédio , através da recepcionista que o recebia quando você entrava , dos colegas com quem você dividia o elevador , os móveis e mesmo que os chefes tivessem escritórios ou almoçassem juntos . Tudo isso também era um ambiente familiar para o RH .
Mas como podemos transmitir o mesmo sem o contato cara a cara ? No trabalho distribuído , a chave para construir a marca do empregador são as pessoas . O equipamento correto é fundamental para que o que antes ocorria naturalmente continue sendo transmitido remotamente para quem nunca esteve nos corredores e elevadores do escritório .
82 INTELLIGENTCIO AMÉRICA LATINA www . intelligentcio . com / latam-pt