Group of Women Parliamentarians POR (website) - Page 42

Em seguida, o Grupo iniciou uma tempestade de ideias usando a metodologia World Café . Os participantes foram organizados em seis mesas com uma pergunta fixa para discussão, sendo que os intérpretes auxiliaram quando necessário. Após uma rodada de conversas de 15 a 20 minutos os participante trocaram de mesa de discussão para participar das discussões envolvendo outra questão. Um parlamentar "anfitrião" permaneceu em uma única mesa durante a atividade, tomou notas durante as rodadas de discussão e compartilhou as principais ideias da rodada anterior com os novos participantes que chegaram à sua mesa.

Portanto, as ideias geradas foram "fertilizadas transversalmente" e expandidas tendo por base os resultados das rodadas de discussão anteriores. Os participantes também foram encorajados a tomar notas de seus pensamentos ou desenhar imagens em folhas de papel grandes dispostas sobre as mesas para ajudar a articular suas ideias sobre o tópico de conversa.

A questão para discussão em cada uma das seis mesas definiu os temas prioritários (violência contra as mulheres, autonomia econômica e participação política). Com base nessas três questões principais, a pergunta para discussão em cada mesa focou sobre: 1) o que o Grupo pode fazer coletivamente no nível regional, ou 2) o que os parlamentares podem fazer

individualmente como figuras públicas para avançar nessas áreas.

Mais tarde, os seis anfitriões das mesas de discussão resumiram o espírito das discussões.

6 O World Café é um método colaborativo e criativo de facilitação de diálogo, de intercâmbio de conhecimentos e de ideias. É especialmente benéfico para a realização de explorações aprofundadas de oportunidades estratégicas e de aprofundamento da propriedade mútua dos resultados de um determinado grupo.

Passagem da igualdade formal à igualdade real

"

No papel, é tudo muito bonito... Tudo funciona muito bem. Mas, e as ações? E as estratégias? É bom progredir nas recomendações, mas no final das contas, com o quê cada um de nós vai se comprometer para avançarmos nessas questões?

"

Keila González, NDI México