Group of Women Parliamentarians POR (website) - Page 37

Relatório do Encontro Anual do Grupo de Mulheres Parlamentares

35

O desafio da participação política significativa no México apesar das cotas

A Sra. Sauri compartilhou seu conhecimento sobre os desafios à participação política das mulheres no México de sua perspectiva como ex-parlamentar e primeira mulher a governar o estado de Yucatan. Ela concordou plenamente com a ideia central levantada pelo Encontro: leis, reformas jurídicas e políticas públicas são essenciais, porém insuficientes para garantir a igualdade verdadeira para as mulheres. Apesar de o número de mulheres na política importar sim, e de restar ainda muito que ser feito para aumentar esses números, ela enfatizou que são nossa cultura e prática social que precisam passar por uma transformação radical. O principal obstáculo à igualdade de gêneros é a resistência social às mudanças estabelecidas pela lei. A rejeição é muitas vezes velada ou escondida, mas é tremendamente eficaz na preservação do status quo.

A ex-parlamentar explicou que 2015 será o primeiro ano em que os partidos políticos mexicanos terão de se conformar à reforma constitucional que tornará necessária a paridade de gêneros nas nomeações dos candidatos federais. Ela disse que nos últimos anos, para parecer estar em conformidade com as leis de cotas para gêneros, candidatas mulheres foram apresentadas em distritos onde presume-se que elas percam. Em alguns casos, os líderes partidários foram surpreendidos quando essas mulheres de fato foram eleitas.

Primeiro ela descreveu três estágios na trajetória do crescimento da autonomia política das mulheres no México, comparáveis à linha do tempo das mulheres na política em diversos países. Primeiro, no início dos anos 1950, as mulheres conquistaram o direito ao voto e a disputarem eleições. Nessa altura, os obstáculos estavam na ambiguidade da lei