Fluir nº 2 - fevereiro 2019 - Page 38

voz calma, pelo menos tanto quanto pode permite a voz sintética do escafandro:

— Escuta, minha tonta. Não tenhas medo que o papá não se vai embora, está aqui para te proteger. Vai haver estrondos, estampidos, fogos, ruídos de destruição. Deixa-te ficar aí sentadinha e aprecia a festa. Porque festa vai haver, isso de certeza.

— O Tomé vai ficar o a Mafalda? Para sempre e sempre?

— Correcto e afirmativo. O papá vai ficar contigo para sempre e mais um dia.

— Fixe! — exclama a cadela com a cauda a abanar. ¬— E agora fogo sobre eles, ponto final nos Lobos Maus...

Tomé levanta-se e activa todas as defesas do escafandro. Leva o canhão de partículas ao ombro, localiza os alvos que se aproximam e

Dispara

Dispara

Dispara.

38