As Dispensações - Page 30

CONCLUSÃO
reconhece um desenvolvimento consistente e progressivo da revelação divina em todo o escopo da história redentora .
Certeza quanto ao Futuro
Uma visão dispensacionalista das Escrituras nos permite interpretar literalmente as promessas específicas do Senhor para o futuro . Ele virá novamente , assim como disse , “ para que , onde eu estiver , estejais vós também ” ( João 14:3 ). Ele então retornará à terra com força , poder e glória para reinar em justiça por 1.000 anos . O propósito original de Deus para a terra será finalmente cumprido . Um homem terá o domínio e , em contraste com o primeiro homem que falhou miseravelmente , este “ segundo homem ” governará e reinará com perfeita competência . A terra produzirá em abundância . A justiça perfeita permeará todos os aspectos da vida neste planeta sob Sua administração , e no lugar onde Ele foi humilhado e envergonhado , um Cristo glorificado será vindicado em um reinado glorioso .
Abraçando Corretamente Nosso Mandato Atual
A compreensão clara das distinções entre a era da lei , a era da graça e o vindouro Reino Milenar fornece um entendimento concreto do nosso papel como cristãos hoje . Nosso mandato é espiritual : pregar o evangelho , ensinar a verdade de Deus , ver almas salvas e ver os cristãos crescerem . O Senhor está “ edificando Sua Igreja ” e , quando essa construção estiver concluída , Ele voltará para nos chamar de volta para casa , o relógio profético recomeçará e Seu reino será inaugurado . Compreender esta verdade nos preservará do emaranhado fútil da política , prioridades erradas e filosofias deste mundo perdido .
Conclusão A verdade dispensacionalista não se destina apenas a servir de grão para o moinho da controvérsia . Não é uma estrutura acadêmica sobre a qual discutimos incessantemente . Em vez disso , deve suscitar em nossos corações uma resposta de admiração e adoração , como fez com o apóstolo Paulo : “ Ó profundidade das riquezas , tanto da sabedoria , como da ciência de Deus ! Quão insondáveis são os seus juízos , e quão inescrutáveis , os seus caminhos ! [...] Porque dele , e por ele , e para ele são todas as coisas ; glória , pois , a ele eternamente . Amém !” ( Romanos 11:33 , 36 )

A compreensão clara das distinções entre a era da lei , a era da graça e o vindouro Reino Milenar fornece um entendimento concreto do nosso papel como cristãos hoje .

30