As Dispensações - Page 29

CONCLUSÃO
Essa abordagem das Escrituras é extremamente importante , não apenas para a compreensão de eventos futuros , mas para todos os aspectos da revelação bíblica . Por exemplo , permite-nos descansar com segurança nas claras promessas de salvação e exige que sigamos especificamente os ensinos claros das epístolas do Novo Testamento que tratam da conduta pessoal e da prática da igreja local .
A adoção de uma abordagem dispensacionalista para compreender a revelação progressiva da Bíblia produz uma série de implicações práticas muito importantes para nós em nossa presente caminhada com o Senhor .
Consistência na Revelação Divina
Podemos confiar que quando Deus diz algo , Ele quer dizer exatamente o que diz . Por exemplo , quando Ele fez promessas a Abraão sobre uma terra e sobre uma descendência , Ele as quis dizer exatamente como Abraão as entendeu . Quando Ele prometeu a Davi que o Messias ( Jesus Cristo ) viria de sua linhagem e estabeleceria um reino duradouro , Ele quis dizer exatamente isso . As profecias do Antigo Testamento sobre o nascimento , vida e morte de Cristo foram literalmente cumpridas . Há todos os motivos , portanto , para esperar que todas as Suas promessas e profecias ainda a serem cumpridas sejam cumpridas da mesma forma . Isso nos dá grande confiança de que podemos confiar incondicionalmente no ensino claro da Palavra de Deus . Ele nunca vai nos enganar com algum significado oculto que contradiga a promessa clara de Sua Palavra .
Clareza na compreensão das diferenças óbvias nas Escrituras
Nas Escrituras , há mudanças óbvias na maneira como Deus interage com a humanidade em diferentes épocas . Por exemplo , Ele desceu para caminhar com Adão no jardim ; Ele apareceu a um homem , Moisés , na montanha quando a lei foi dada ; Ele desceu “ em carne ” e “ habitou entre nós ” nos registros do evangelho ; Ele habita em cada cristão agora nesta Era da Igreja na pessoa de Seu Espírito ; e Ele virá pessoalmente em uma era vindoura como o Rei dos reis e Senhor dos senhores e reinará em justiça no mundo onde foi rejeitado . Da mesma forma , a maneira de se aproximar de Deus era muito diferente sob a lei do que é em nossa presente dispensação da graça . Um sistema terreno de sacrifícios de sangue e um sacerdócio terreno funcional foi substituído por um santuário celestial ao qual todo cristão tem acesso ilimitado e um trono de graça ao qual eles podem vir com ousadia . O dispensacionalismo não inventa nem injeta essas diferenças óbvias ; elas já estão aí . Mas uma compreensão da verdade dispensacionalista provê uma estrutura consistente e compreensível que explica essas diferenças em seus contextos e
29