A Voz dos Reformados - Edição n.º 174 Novembro/Dezembro 2021 - Page 3

Em foco
Novembro / Dezembro 2021 | A Voz dos Reformados 3

Em foco

condições de vida dignas

dos de apoio técnico e financeiro que permitam a retoma integral e geral de todos quantos usufruem das suas atividades culturais , sociais e de lazer .
Lisboa
Combater as desigualdades
Em Lisboa , Casimiro Meneses , presidente do MUR- PI , frisou ser « fundamental dar um combate sem tréguas às desigualdades sociais e à pobreza entre idosos , cumprir os direitos dos reformados , pensionistas e idosos , fazendo avançar o direito a envelhecer com qualidade de vida e dignidade ». Para isso , adiantou , « é preciso » retomar a « vida associativa , assegurando o normal funcionamento das associações de reformados , pensionistas e idosos e dos seus grupos culturais » e o « funcionamento das universidades seniores ». Simultaneamente , « é fundamental vencer os obstáculos , valorizar os laços de solidariedade e exigir avanços na defesa dos direitos dos reformados , pensionistas e idosos », como a valorização das pensões , « dado que
mais de 80 por cento dos pensionistas auferem pensões cujo valor é inferior ao limitar da pobreza », informou Casimiro Meneses . O aumento de todas as pensões garante ainda « o poder de compra de medicamentos e de bens essenciais alimentares e de higiene », acrescentou .

Milhares de pessoas manifestam-se em Lisboa

No dia 20 de Novembro , milhares de pessoas manifestaram-se em Lisboa , entre o Marquês de Pombal e os Restauradores , sob o lema « Avançar é preciso ! Aumento geral dos salários – 35 horas para todos – erradicar a precariedade – Defender a contratação coletiva ». A ação , promovida pela CGTP-IN , contou
Évora
Setúbal
com a participação do MURPI , que se fez representar por dirigentes de vários pontos do País . Aumento geral dos salários em 90 euros para todos os trabalhadores , aumento geral das pensões , reforço dos serviços públicos e das funções sociais do Estado foram algumas das reivindicações apresentadas .

E D I T O R I A L

O MURPI avança na retoma das atividades com confiança

Casimiro Menezes
O Dia Internacional do Idoso , comemorado a 1 de Outubro , foi assinalado , em todo o País , com uma campanha do MURPI , dirigida a todas as pessoas , onde se realçou a necessidade de avançar no direito a envelhecer com direitos , assegurar a urgente atualização de todas as pensões , garantir mais saúde com o reforço do Serviço Nacional de Saúde , defender a criação de uma rede pública de equipamentos e serviços de apoio à terceira idade e apoiar , logisticamente e financeiramente , o movimento associativo na reabertura das associações , com as suas atividades culturais , sociais e de lazer . Estas são reivindicações sempre atuais e necessárias para garantir o envelhecimento com dignidade . A 22 de Outubro ocorreu um outro importante momento de afirmação do movimento de reformados , protagonizado pelo MURPI e a Inter-Reformados , da CGTP-IN . Em 15 cidades e sedes de concelho do País realizaram-se tribunas públicas , cordões humanos e contactos com a população , procurando dar visibilidade aos problemas que afetam os reformados e os idosos . Uma vez mais , afirmou-se o direito de todos os trabalhadores à reforma e a uma pensão digna , para combater as desigualdades sociais e a pobreza , e de garantir o acesso de todos os utentes aos cuidados de saúde de proximidade na atual situação pandémica . Estas ações encontraram eco na vontade de milhares de reformados , que estão ansiosos por retomar o convívio solidário nas múltiplas atividades promovidas pelas associações de reformados que agora reabriram portas , com toda a segurança , contrariando os medos infundados criados durante a pandemia . É , por isso , necessário que se prossiga a calendarização de iniciativas que reafirmem a vitalidade do movimento associativo . No plano imediato e a 30 de Janeiro de 2022 ( data das eleições legislativas antecipadas ), cada um de nós deve exercer o direito à participação ativa , apoiando aqueles que nunca nos abandonaram , nomeadamente nestes últimos seis anos , e tudo fizeram para que a luta pelo direito ao envelhecimento com direitos fosse prosseguida com a concretização das medidas de reposição de direitos retirados pelo governo da troika . Com os olhos postos no futuro , foi já aprovado o Plano de Atividades e Orçamento para 2022 do MURPI , com um vasto e importante conjunto de medidas , das quais se destaca a realização do X Congresso Nacional , em Maio , e do 25 .º Piquenicão , em Junho , a par de outras iniciativas , também elas pertinentes , que visam o reforço financeiro e logístico das atividades do movimento associativo dos reformados . Prosseguir a luta , reafirmar direitos , retomar as atividades constituem um contínuo que importa prosseguir , valorizando pequenas e grandes iniciativas , melhorando o esclarecimento , reforçando a consciência da necessidade de ir mais longe na satisfação dos direitos dos reformados . Que 2022 seja para todos nós um ano de grande esperança e de confiança na concretização dos nossos projetos pessoais e coletivos . Festas felizes !