A mente do cristão - Page 6

A MENTE CORRETA EM FILIPOS
Um Valor Celestial
No versículo 6 há uma declaração majestosa da deidade essencial de Cristo e a igualdade do Filho com o Pai . A palavra “ forma ” é o grego morphe , que é a natureza imutável de Cristo . Mesmo tendo tomado sobre Si a morphe de servo , Ele nunca deixou de estar na morphe de Deus . Louvado seja Deus pela deidade imutável de Cristo , pois significa uma mente imutável . Quantas vezes temos de mudar de ideia porque tomamos a decisão errada . Esse nunca foi o caso com o Senhor Jesus : é a mente de Deus !
O Senhor Jesus não era apenas coeterno , mas , como Filho de Deus , era coigual ao Pai . No entanto , Ele não permitiu que Sua deidade o impedisse de vir ao mundo e assumir a humanidade santa . Ele não recusou a humilhação de ser encontrado na semelhança da carne pecaminosa e , com Sua mente humilde , não apenas olhando para as suas próprias coisas , mas para as coisas dos outros , isto é , a culpa do mundo inteiro . Ele aniquilou-Se a Si mesmo e assumiu a forma de servo .
Sua Humilde Encarnação
Este é o assunto do versículo 7 , onde a mente humilde de Cristo Jesus é vista ativamente nele tornando-Se sem reputação . Ele faz isso tomando Seu lugar como Servo , que envolvia o grande mistério da piedade , Deus manifestado em carne e , diz Paulo , “ tornando-se em semelhança de homens ”. Aquele que tinha a maior reputação no Céu era agora conhecido como o “ filho do carpinteiro ” que fez Sua cama na parte de trás de um barco . Ele não veio com grandes pensamentos de pessoas O servindo , mas para servir e dar Sua vida em resgate de muitos . No cenáculo , aquele Homem humilde e de mente humilde pegou uma toalha para se cingir e lavar os pés dos discípulos .
Sua Voluntária Humilhação
No versículo 8 , o Senhor Jesus Cristo é encontrado na condição de homem . Esse aspecto de Sua humanidade mudou de bebê para menino e de menino para homem , em contraste com a morphe de Sua humanidade , que nunca muda . Assim , permitiu-se que a mente do Senhor Jesus se desenvolvesse , apartada do pecado , e tudo o que O vemos fazer demonstrou uma verdadeira “ mente reta ” que , finalmente , O levaria à cruz , onde aprendemos que Sua mente se tornou obediente até a morte , e morte de cruz . Sua mente revelou uma vontade íntegra e , embora confrontado com a amargura do nosso pecado , Ele não mudou de ideia diante de tudo , mas voluntariamente se entregou como resgate por todos . Praticamente , esse “ mesmo sentimento ” exige que nós também nos identifiquemos com a cruz de nosso Senhor Jesus Cristo . No capítulo 3 , Paulo fala de “ inimigos da cruz de Cristo ”, cuja glória é para sua vergonha . Que tipo de mente eles têm ? Eles se importam com as coisas terrenas . Paulo diz que nossas mentes devem ser celestiais porque nossa cidadania está no céu . A morte de Cristo lidou com o nosso pecado , mas a cruz de Cristo deve lidar com o nosso “ eu ”, então , Paulo diz : “ De sorte que haja em vós ”.
Foi dito de algumas pessoas que elas tinham uma mente tão celestial que não tinham utilidade terrena ! Provavelmente para a maioria dos cristãos o oposto é verdadeiro : temos uma mente tão terrena que não teremos utilidade celestial ! Que Deus nos ajude a termos uma mente única , igual , humilde e piedosa .
6